Gilberto Kassab pretende modernizar radiodifusão no Brasil

Por Redação | 25 de Julho de 2017 às 12h50

Com previsão para o fim do sinal analógico em todo o Brasil em 2018, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, iniciou o mutirão de migração de rádios AM para FM no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Visando a melhoria dos serviços de radiodifusão e o impulsionamento de investimentos, Kassab esteve presente com 36 emissoras dos dois estados, que assinaram os termos de adaptação ao projeto.

Anteriormente, o mutirão do MCTIC já esteve presente em Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Goiás, Paraná, São Paulo e Paraíba. De acordo com as informações, até o momento, 1,5 mil rádios AM do país solicitaram a mudança. Durante a primeira etapa, 960 emissoras poderão operar na faixa atual, de 88 Mega-hertz (MHz) a 108 MHz. As outras deverão aguardar o término da digitalização da TV.

A mudança teve início com a reivindicação das emissoras AM, que vêm sofrendo com a perda da qualidade do sinal, audiência e, consequentemente, faturamento. Com a migração para a faixa FM, as rádios terão a oportunidade de serem sintonizadas em dispositivos móveis, garantindo a modernização do serviço e a ampliação de acesso por parte dos ouvintes.

"Essa iniciativa tem como resultado imediato, em primeiro lugar, a diminuição do custeio das rádios. Com isso, podem contratar mais pessoas e pagar melhor seus funcionários e investir em qualidade, levando mais notícias atualizadas e entretenimento à população", explicou Kassab.

"O legado que queremos deixar na nossa gestão é um Brasil melhor do ponto de vista da radiodifusão. Em breve teremos aqui na região o desligamento do sinal de TV analógico, que ocorrerá em novembro de 2018. Em todo o país teremos o encerramento do sinal analógico e a chegada da TV 100% digital, numa transformação notável de qualidade. E vamos abrir o caminho para mais qualidade na operação da telefonia celular. A migração de hoje é apenas uma dentre muitas iniciativas que estamos promovendo para desburocratizar, modernizar e facilitar a vida de todos vocês", completou.

Para a alteração, depois de assinarem os termos aditivos de adaptação das outorgas, as rádios devem apresentar um projeto de instalação da faixa FM para a Secretaria de Radiodifusão para, depois, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) autorizar o uso da frequência.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.