Formas naturais do solo marciano foram “traduzidas” como se fossem código morse

Por Redação | 13.07.2016 às 19:40
photo_camera NASA

NEE NED ZB 6TNN DEIBEDH SIEFI EBEEE SSIEI ESEE SEEE”. Essa mensagem faz algum sentido para você? Para nós também não, mas calma que a gente explica: esse é o resultado da tradução de um código morse encontrado no solo marciano, mas não tem nada de comunicação alienígena nessa história. Na verdade, tratam-se de formações naturais do terreno de Marte, algo similar às dunas que encontramos em desertos na Terra, e uma cientista da NASA decidiu conferir o que esses sinais poderiam significar se fossem códigos morse.

A responsável pelo projeto é Veronica Bayn, que selecionou imagens da superfície do Planeta Vermelho contendo pontos e linhas que, quando vistas de cima, se assemelham ao código morse. Esse padrão nas areias marcianas já havia sido identificado por cientistas da agência espacial anteriormente, mas somente em fevereiro deste ano a NASA obteve imagens mais detalhadas dessas formações, que estão localizadas em uma região próxima ao polo norte do planeta.

código morse em Marte

Detalhe ampliado dos pontos e linhas encontrados no terreno marciano (Reprodução: NASA)

A NASA explicou que esse padrão das dunas mostrando pontos e linhas aconteceu devido à topografia particular do local: uma depressão circular que provavelmente foi formada pelo impacto de um asteroide, com um nível de areia limitado o suficiente para que seja arrastado pelos ventos. O resultado formado então são essas curiosas linhas e pontos, que foram devidamente registrados pela câmera do Experimento Científico de Imagens de Alta Resolução (HiRISE), que faz parte da Sonda Orbital de Reconhecimento de Marte – sonda essa que vem fotografando nosso planeta vizinho desde a década passada.

De acordo com os cientistas, as linhas mais largas teriam sido formadas por ventos bidirecionais (que sopram em ângulos diretos contra a duna). Com o passar do tempo, o vento que sopra de uma ou outra direção acaba espalhando o material do solo como um funil eno formato de linhas largas e escuras no chão. Já a formação dos pontos, que são conhecidos como “dunas barcanoides”, ainda não tem uma explicação definitiva. Enquanto geofísicos acreditam que eles se formam quando a formação das dunas lineares é interrompida repentinamente, os cientistas da NASA ainda não estão totalmente convencidos – e por isso vêm fotografando e estudando a região com mais atenção.

Fonte: BBC