Estaria a Apple se preparando para comprar a Disney?

Por Redação | 27.03.2017 às 11:58

A gente já se acostumou a ver empresa comprando empresa dentro desse mundo da tecnologia e entretenimento. É algo relativamente comum. No entanto, a coisa muda um pouco de figura quando falamos de duas gigantes, como é o caso de Apple e Disney. Segundo alguns novos rumores que surgiram nos últimos dias, a Maçã de Cupertino estaria cogitando adquirir nada menos do que a Casa do Mickey e todas as marcas embaixo de seu guarda-chuva.

O boato surgiu após o analista de mercado Steven Cahall enviar uma nota a seus clientes com a sugestão de que essa aquisição poderia acontecer. Ele não traz muitos detalhes de onde essa informação veio e nem o que podemos de fato esperar dela, mas foi o suficiente para deixar todo mundo em polvorosa com essa possibilidade. Como explica o site Business Insider, o mercado de entretenimento está em uma constante guerra pela atenção (e pelo dinheiro) do usuário e vence quem tiver mais conteúdo que motive esse indivíduo a comprar produtos relacionados. E a Disney sempre foi referência nisso, seja com suas animações ou seu recém-adquirido universo Marvel e Star Wars.

Outros analistas apontam para o mesmo caminho. Samantha Greenberg, da Margarete Capital, afirmou em carta para investidores que a compra da Disney pela Apple seria a aquisição mais lógica para a Maçã fazer. Segundo ela, isso expandiria o valor da marca ainda mais. John Malone, da Liberty Media, concorda com esse ponto de vista, sobretudo ao lembrar que ter controle sobre a ESPN — que também pertence à Disney — seria mais do que interessante aos negócios da Apple.

Apesar desse otimismo e empolgação do mercado, a verdade é que não há nenhum indicativo mais concreto que isso vá realmente acontecer. De fato, a junção dessas duas gigantes formaria um colosso do entretenimento e da tecnologia. Como dito, a Disney detém os direitos de franquias muito valiosas, além de serviços e emissoras igualmente populares. Nas mãos da Apple, isso se tornaria um atrativo a mais para suas plataformas. Uma exclusividade dos filmes e conteúdos Disney no iTunes seria um golpe e tanto na Netflix, por exemplo.

Mas, de novo, tudo não passa de rumor. Analistas de marcado acreditam que a receita de US$ 200 bilhões da Apple possa ser o suficiente para fazer essa compra, mas a gente sabe que há fatores que vão além da cifra dentro dessa questão. No entanto, caso as duas marcas realmente se juntem, pode ter certeza de que a quantidade de dinheiro envolvida não será nada pequena. O cofre do Tio Patinhas — que também é da Disney — vai ser pouco para guardar tanta moeda assim.

Via: Business Insider