Custando US$ 5,5 bilhões, parque da Disney na China impressiona pelo tamanho

Por Redação | 20 de Julho de 2015 às 08h45

A Disney vai ganhar um parque Made in China — e no sentido mais literal do termo. A empresa liberou os primeiros detalhes do resort que deve abrir no país asiático no ano que vem, assim como algumas de suas atrações. E algumas delas já chegam chamando a atenção do mundo todo.

Com uma área de 3,9 quilômetros quadrados, a Disneyland Shangai vai abrir as portas na metade de 2016 já com o maior e mais interativo castelo da empresa, além de vários elementos relacionados à cultura chinesa. Durante um evento dedicado à apresentação do projeto, o CEO da Disney, Bob Iger, prometeu que o parque vai trazer a clássica assinatura da companhia, mas com uma cara tipicamente local.

Segundo Iger, a ideia é trazer elementos que celebrem a rica herança do país. E, enquanto muitos se questionam se teremos algo original vindo a caminho ou apenas mais atrações inspiradas em Mulan, o jornal The New York Times revelou que esse destaque dado não tem nada a ver com uma valorização das duas culturas, mas de uma exigência feita pelo próprio governo da China para que o parque fosse aberto.

Ainda assim, as cifras envolvidas na construção da Disneyland Shagai são impressionantes: nada menos do que US$ 5,5 bilhões — cerca de R$ 17,35 bi na cotação atual. Tudo isso para a criação de seis áreas temáticas que vão abrigar as diferentes atrações planejadas.

A primeira delas é a chamada Tomorrowland, que agrupa os brinquedos relacionados à ficção-científica e outros elementos futuristas. É o caso do Buzz Lightyear Planet Rescue, inspirado em Toy Story, e de uma montanha-russa baseada em Tron: O Legado. Batizada de Lightcycle Power Run, ela traz o visual néon do longa-metragem e réplicas das Lightcycles (as motos usadas pelos protagonistas) para que os visitantes mergulhem de vez na experiência.

O Wall Street Journal ainda relata a existência de duas áreas dedicadas aos filmes de Star Wars e dos heróis da Marvel. O detalhe é que elas não terão brinquedos, mas réplicas de veículos e roupas usadas no filme — de maneira semelhante ao que é visto na Disneyland da Califórnia, que traz um salão com todas as armaduras do Homem de Ferro.

Disneyland Shangai

Já as outras áreas incluem a Treasure Cove, com direito a um passeio no mundo de Piratas do Caribe; Adventure Isle, que vai contar com um brinquedo que simula uma viagem pelo mundo; e a Fantasyland, que reúne alguns dos clássicos da empresa, como Peter Pan e Branca de Neve e os Sete Anões.

A entrada da Disney no mercado chinês está sendo vista com bastante empolgação não apenas pelo público oriental, mas principalmente pelos executivos da empresa. Como uma das economias mais ativas do mundo, o país vem se tornando cada vez mais o centro das atenções do entretenimento, tanto que o próprio Bob Iger comentou que a construção do parque em Shangai tem tudo para ser tão grandioso quanto a abertura dos parques na Flórida, na década de 70.

Via: Disneyparks, The New York Times, The Wall Street Journal

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.