Conheça o Loop VR, headset da OnePlus que foi distribuído de graça aos usuários

Por Redação | 06.06.2016 às 22:03
photo_camera Reprodução/Pocket Link

Algum tempo atrás, a empresa OnePlus, concorrente da Samsung e da HTC, avisou que daria de graça headsets de realidade virtual do Loop VR para quem comprasse um smartphone da marca. Dito e feito: assim que a companhia abriu as portas para distribuir os headsets, os usuários já saíram correndo para garantir uma unidade.

Aliás, não foi surpresa alguma quando no dia do lançamento, em questão de minutos, o estoque todo do gadget já tinha esgotado... mas será que ter corrido para garantir um Loop VR valeu a pena? Será que a máxima "de graça, até injeção na testa" faz mesmo sentido? Teve gente que gostou e teve quem preferisse não ter ganhado o dispositivo.

Conheça abaixo um pouco mais sobre o equipamento.

Design de hardware

Na lateral dos óculos é fácil notar a inscrição "powered by ANTVR" (no caso, o sistema operacional do Loop VR). Ao contrário de outros dispositivos, o Loop VR é um headset passivo, ou seja, não possui botão para ligar.

Chama atenção também o design polido e atrativo para algo que foi concebido para ser dado de graça. As medidas do Loop VR são de 189 x 103 x 133 mm, com um peso de aproximadamente 366 gramas (sem o celular acoplado). Com o smartphone no Loop VR, o equipamento se torna bem pesado, e depois de um tempo pode cansar manter a cabeça erguida.

Uma alça com três opções de ajuste permite que o usuário arrume o dispositivo de modo que fique confortável no rosto, prendendo-o na cabeça (uma vantagem considerável, já que o usuário tem que segurar o headset de VR em muitos casos). Na parte inferior, não existe ajuste para nariz ou proteção de rosto, o que significa que o equipamento fica pressionando as bochechas. Porém, de cavalo dado não se olha os dentes, não é?

Como em outros casos, existem duas lentes amplificadoras no headset que permitem que você ajuste a distância dos seus olhos até a tela do celular. Fora isso, não existe nenhum botão no headset do Loop VR.

OnePlus 3 Loop VR headset

Requisitos do sistema do smartphone

O celular acoplado no dispositivo fica preso com o auxílio de canaletas de borracha. Uma camada de espuma também protege o celular. Com essa armação, o smartphone fica bem seguro no headset, sem perigo de cair enquanto o usuário gira a cabeça para os lados.

Os requisitos oficiais do Loop VR dizem que o sistema oferece suporte para Android e iOS, sendo que, em questão de dimensões, os celulares utilizados devem ter entre 5 e 6 polegadas. O Nexus 6 e Xperia X são dois aparelhos que funcionam bem no headset do Loop VR, embora outros modelos também deem conta do recado.

Controles e conteúdo

Quando o assunto é headset de VR, o conteúdo é o que manda e os controles é que transformam a experiência. No Google Cardboard, por exemplo, um botão de capacitação nas versões mais atuais do headset fez grande diferença, já que agora os usuários podem selecionar itens e navegar melhor no conteúdo exibido. O Gear VR, da Samsung, oferece ainda mais opções. No caso do Loop VR, você não tem nenhum botão, o que é um revés. Para um material de realidade virtual ser efetivo, ele deve oferecer um mínimo de interatividade, que não pode ser conferida com o Loop VR.

É claro que tudo isso pode mudar. Com novas opções como o Daydream, do Google, a falta de controles pode não importar muito no futuro.

Ainda não há conteúdo disponível para o Loop VR, muito embora você possa assistir a vídeos de 360 graus no YouTube ou utilizar aplicativos em 3D da Google Play com o aparelho. A questão é que o Android como padrão manda o usuário instalar o aplicativo via QR Code, método comum no Google Cardboard, mas que não funciona com o Loop VR.

O ponto é que o Loop VR foi lançado como um brinde gratuito para aqueles que desejavam assistir ao evento de lançamento do OnePlus 3 VR, ou seja... ele não é o supra-sumo dos headsets de realidade virtual.

Em resumo

Tudo que tem seu lado desvantajoso, mas no caso do OnePlus Loop VR nem dá para reclamar muito. Ele pode não ser o mais confortável e nem oferecer as opções de compatibilidade existentes no Google Cardboard, mas tem suporte para uma grande variedade de tamanhos de celulares com firmeza e ainda traz a possibilidade de ajustar o tamanho das alças para acomodar os diferentes tipos de cabeça.

Vamos esperar agora pelo lançamento do OnePlus 3 no dia 14 de junho.

Fonte: Pocket Lint