Conceito de trem espacial poderia levar o Homem a Marte em apenas dois dias

Por Redação | 01 de Setembro de 2016 às 08h41

Charles Bombardier, engenheiro e inovador canadense que por anos trabalhou na fabricante de aeronaves Bombardier, revelou seu projeto de um conceito de trem espacial. Chamado de "Solar Express", a ideia teria capacidade de transportar cargas e passageiros entre a Terra e Marte viajando a uma velocidade de 3 mil quilômetros por segundo - e essa viagem duraria menos de dois dias.

Essa velocidade representa 1% da velocidade da luz, e o trem usaria a força da gravidade como uma espécie de estilingue para impulsionar o movimento. “No espaço, as partes mais caras de viagens são as fases de aceleração e desaceleração”, disse Bombardier. “A energia necessária para aquelas porções é enorme, especialmente para algo tão pesado quanto um trem do espaço. Além disso, se você fosse começar a transportar cargas, logo se tornaria muito caro”. O inovador também explicou que “uma vez que o trem atingir sua velocidade de cruzeiro, o consumo de energia seria mínimo. Essa é a ideia por trás do conceito Solar Express, que nunca iria parar [de se movimentar pelo espaço]. Vagões e cápsulas iriam se encontrar com ele”, revelou.

Solar Express

Isso mesmo: uma vez no espaço, o trem continuaria viajando eternamente, e, para chegar a um destino como Marte, por exemplo, bastaria enviar a carga ou a equipe em uma cápsula espacial de encontro ao trem no espaço. O Solar Express seria composto por uma série de cilindros alinhados com cerca de 50 metros de comprimento. Para começar, o trem espacial usaria foguetes de combustível, reservando uma pequena quantidade dele para depois. Na sequência, o trem usaria a gravidade para realizar um movimento de estilingue em torno de corpos celestes (como outros planetas e satélites naturais), o que impulsionaria a velocidade do movimento sem a necessidade de gastar mais combustível.

Solar Express

“Painéis solares enormes localizados ao longo do trajeto do trem poderiam ser usados para capturar a energia solar e transferi-la por laser para supercapacitores do trem. A água colhida de cometas ou pequenas luas seria usada para os seres humanos que estiverem no trem”, vislumbrou Bombardier ao detalhar seu projeto que mais parece ter saído dos roteiros de ficção científica.

Apesar disso, o canadense não é exatamente um sonhador e está divulgando seu projeto para atrair novos cientistas, engenheiros e demais profissionais de interesse para tentar descobrir como algo assim poderia ser construído de verdade. “Obviamente, há muito a se considerar, começando com dimensões, massas, velocidade, energia, etc. Como você controla um veículo tão complexo? O Solar Express é uma ideia básica e gostaríamos de saber como melhorá-lo.”

Solar Express

Uma viagem entre a Terra e a Lua levaria apenas 2,13 minutos para ser realizada usando o Solar Express, enquanto o trajeto daqui até Marte demoraria cerca de 37 horas. Do nosso planeta ao Sol demoraria apenas 14 horas, e daqui para Vênus gastaríamos pouco mais de 24 horas para chegar. Já quem quiser viajar a Netuno - o planeta mais distante do Sol - levaria cerca de 18 dias. Com a tecnologia atual, empregada pela NASA, nós demoramos 12 anos para chegar a Netuno em uma viagem só de ida, enquanto provavelmente a equipe que começará a colonização de Marte deverá levar 260 dias para chegar a seu destino.

Fonte: Forbes

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!