Cinemas Drive-In viram alternativa em meio à pandemia do coronavírus

Por Felipe Ribeiro | 05 de Maio de 2020 às 08h44
Divulgação

Muito populares nos Estados Unidos há algumas décadas, os cinemas drive-in ainda sobrevivem como modelo de negócio no país. Para quem não conhece, basicamente o cliente estaciona seu veículo em um local com muito espaço, em frente a uma tela enorme, e assiste a filmes sem sair do carro. Se você tiver entre 30 e 50 anos, certamente deve se lembrar de um desses em diversos filmes e séries americanas dos anos 1970, 1980 e 1990.

Um exemplo claro de como esses cinemas "old-school" ainda têm sua relevância para as pessoas pode ser visto agora, em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Com os cinemas tradicionais fechados devido à alta taxa de contagio da doença, os drive-in, por suas características, acabaram se tornando uma alternativa viável - e confortável, por que não - de entretenimento.

De acordo com a Associação de Proprietários de Cinemas e Teatros Drive-In, ainda existem 305 cinemas desse tipo nos Estados Unidos, espalhados por quase todos os cinquenta estados. Apenas o Alasca, Delaware, Havaí, Louisiana e Dakota do Norte não têm mais. Comumente abertos apenas no verão, esses locais estão mais modernos e estão se adaptando à nova demanda, que só deve aumentar nos próximos meses.

Cine Drive-In de Brasília, o único em funcionamento regular no Brasil/ Imagem: Prefeitura de Brasília

Os filmes que são transmitidos nos cinemas drive-in agora estão mais restritos a materiais underground e produções locais, mas até pouco tempo antes da pandemia muitos desses estabelecimentos transmitiam franquias atuais, como Star Wars, Vingadores, O Rei Leão, Toy Story, entre outras.

Apesar do negócio de oportunidade, alguns cinemas drive-in não podem funcionar em sua totalidade por causa das severas regras restritivas de determinados estados americanos. De acordo com nota do jornal O Globo, o estado de Kentucky proibiu a transmissão de filmes nesses estabelecimentos, mas não proíbe, por exemplo, a venda de pipoca e a realização de cultos religiosos, desde que, claro, as pessoas fiquem em seus carros e a uma boa distância umas das outras.

E no Brasil?

No Brasil, os cinemas drive-in não existem ha algum tempo. O único em funcionamento regular é o Cine Drive-In de Brasília, fundado em 1973. Há, porém, iniciativas surgindo em algumas cidades, como Praia Grande-SP, por exemplo. No município, que fica no litoral sul de São Paulo, uma parceria entre a rede de cinemas Cinesystem e o Shopping Litoral Plaza Sul criou o Cine Drive-in, que transmite alguns filmes recentes ao público, mas com algumas regras de isolamento e segurança, com limites de pessoas por carro. O local tem duas sessões diárias de terça a quinta, com ingressos custando R$ 15 por pessoa. A lotação é de 60 carros.

Fonte: Folha de São Paulo., O Globo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.