Cientistas conseguem implantar falsas experiências no cérebro das pessoas

Por Redação | 04 de Julho de 2016 às 21h35

Parece história de ficção científica, mas é a realidade. Uma pesquisa recém-publicada demonstrou que é possível implantar falsas experiências na mente das pessoas sem o seu conhecimento. O experimento foi conduzido por Takeo Watanabe, um pesquisador do Advanced Telecommunications Research Institute, no Japão, e os resultados foram publicados na revista Current Biology.

Durante a pesquisa, Watanabe e sua equipe escanearam a atividade cerebral de um grupo de voluntários, que participaram de uma espécie de jogo. Foi solicitado que cada um se concentrasse em algo concreto ao olhar para uma tela em que imagens listradas de preto e branco eram exibidas. A ideia era controlar as atividades cerebrais dos participantes.

Este processo foi repetido por várias semanas, e alguns dos voluntários tiveram diferentes áreas do cérebro estimuladas com uma luz vermelha. Sem saber o intuito do estudo, quando os participantes foram convidados a dizer o que as imagens de listras pretas e brancas sugeriam, alguns deles responderam "zebra". Porém, e é aí que está a questão da pesquisa, aqueles que tinham recebido o estímulo luminoso responderam "a cor vermelha".

O experimento, segundo o professor Watanabe, abre um campo de pesquisa interessante que pode ter várias aplicações, não só com o intuito de manipular a mente para implantar imagens e sensações, mas também para possíveis tratamentos para o autismo, demência e depressão.

Fonte: DigitalTrends