Blue Origin revela planos para enviar pessoas ao espaço nos próximos anos

Por Redação | 12 de Setembro de 2016 às 13h57

Nem só das agências governamentais vive a exploração espacial. Além de órgãos ligados aos governos, algumas empresas se destacam fortemente neste ramo, com é o caso da Blue Origin, companhia criada por Jeff Bezos (que também é conhecido por ser fundador da Amazon). No início deste ano, ele havia prometido revelar algumas novidades sobre o foguete orbital da companhia ainda no terceiro trimestre de 2016, e foi o que aconteceu.

Hoje (12), Bezos enviou um e-mail para a imprensa no qual apresentava alguns de seus projetos para o futuro, mostrando que ele leva bem a sério a ideia de levar pessoas para o espaço. Segundo as informações divulgadas pelo executivo, a ideia é produzir os maiores foguetes já criados pela humanidade até o final desta década. Produzidos em estágios diferentes, os foguetes New Glenn 2 e New Gleen 3 receberam este nome em homenagem a John Glenn, primeiro estadunidense a viajar para o espaço.

A fase 2 do novo foguete terá 7 metros de diâmetro e 82 metros de altura, com uma impulsão de 3,85 milhões de libras a nível do mar e motores movidos a gás natural e oxigênio liquefeito. Já a fase 3 do New Glenn mantém o mesmo diâmetro, mas terá nada menos do que 95 metros de altura, movida por um único motor BE-3 em seu estágio superior. Segundo Bezos, este modelo será desenvolvido para lançamento de satélites comerciais e também para levar seres humanos até o espaço.

Além disso, outro aspecto interessante do projeto divulgado por Bezos nesta segunda-feira é o fato de que tanto os foguetes quanto os motores que o levarão para o espaço são reutilizáveis — espera-se que os propulsores do estágio inicial sejam utilizados por, no mínimo, 25 missões. Vale lembrar que a companhia já realizou quatro decolagens e pousos do foguete New Shepard, ou seja, a tecnologia para reaproveitar veículos deve estar ainda mais robusta no final desta década, quando o New Glenn deve ganhar o espaço pela primeira vez.

Planos maiores

E não foi somente de planos concretos que Bezos tratou no e-mail de hoje. O executivo ainda falou sobre a possibilidade de construir um foguete ainda maior do que o New Glenn e que homenagearia o primeiro homem a pisar na lua, Neil Armstrong. “O New Glenn é um passo importante. Ele não será o último, é claro. O nosso próximo rascunho é o New Armstrong, mas esta é uma história para o futuro”, revelou o fundador da Blue Origin.

Via Ars Technica

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.