Apple planeja investir US$ 4,2 bilhões em produção de conteúdo original até 2022

Por Redação | 27 de Novembro de 2017 às 14h20
Tudo sobre

Apple

A guerra pela atenção dos fãs de entretenimento digital, principalmente via plataformas de streaming, parece estar só começando. O investimento que os principais players anunciam para os próximos anos dão uma ideia da gana em lutar pelas fatias desse mercado.

A mais forte, atualmente, já bem difundida pelo mundo, é a Netflix, mas a Apple já começa a correr atrás da concorrente. Para alcançar relevância na programação de conteúdo audiovisual, a Maçã planeja gastar US$ 4,2 bilhões por ano até 2022 em conteúdos originais.

Esse valor é um incremento considerável no orçamento previsto para 2018, de US$ 1 bilhão, apesar de ser inferior ao que suas concorrentes planejam colocar na produção original.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As cifras impressionam. A Amazon é quem tem o maior orçamento até 2022, US$ 8,3 bilhões. A empresa de Jeff Bezos produz séries como Transparent e The Man in the High Castle.

Já a Netflix fica em segundo lugar no quesito investimento em produção original. A fatia destinada a criar conteúdo é de US$ 6,8 bilhões. Entre as séries produzidas pela plataforma de streaming, estão Stranger Things e Mindhunters.

Transformação

Para entrar no mercado de produção de conteúdo, a Maçã pretende fazer um rebranding do Apple Music no próximo triênio. O objetivo é aumentar o alcance da marca, que não ficará mais restrita à música.

O Apple Music, lançado em 2015, substituiu o iTunes como loja e streaming, ainda que o software permaneça como a plataforma principal de gerenciamento de conteúdo nos dispositivos da empresa.

Will Smith e James Corden em um episódio de Carpool Karaoke, da Apple Music

O conteúdo da Maçã

Por enquanto, as investidas da Apple no mundo da produção de conteúdo ainda se restringem à música. A série Carpool Karaoke, disponível para os assinantes do Apple Music, é uma delas, assim como alguns documentários musicais.

Um dos conteúdos que receberam sinal verde da Apple é o reboot da série Amazin Stories, produção de Steven Spielberg que durou de 1985 a 1987.

Nos planos, há também uma série de comédia sobre os bastidores de um programa de TV, com Jennifer Aniston e Reese Witherspoon.

Apesar dos anúncios, ainda não há data prevista para a estreia desses conteúdos.

Fonte: Cult of Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.