Aceleradora do Vale do Silício quer construir cidade inteligente do zero

Por Redação | 02 de Julho de 2016 às 06h52

Uma das maiores aceleradoras do Vale do Silício e celeiro de diversas startups, a Y Combinator, postou uma nova vaga para um projeto que visa construir uma cidade inteligente. O anúncio da vaga é para encontrar uma pessoa que tenha "grandes interesses e ideias em arquitetura, ecologia, economia, política, tecnologia, planejamento urbano e mais". A ideia da aceleradora é se preparar para um futuro mais urbano, com cidades que adotem tecnologias inovadoras para ajudar a melhorar a qualidade de vida de seus habitantes.

Atualmente, cerca de 54% da população vive em cidades, sendo que este número deverá ser de 66% até o ano de 2050. Com isso, a missão de criar cidades sustentáveis e tecnológicas é ainda mais importante. A Y Combinator pretende construir uma cidade que traga maior felicidade, pessoas mais satisfeitas e participativas, além de poder garantir uma constante inovação. "Queremos construir cidades para todos, envolvidos em tecnologia ou não. Não estamos interessados em uma utopia libertária para o mundo da tecnologia apenas", afirma a empresa.

Uma das prioridades do projeto é a habitação. A empresa quer manter a habitação barata para todos na cidade, visto que ela afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas e é um dos pontos mais importantes em um município. Outra ideia que deverá ser adotada na "cidade do futuro" da Y Combinator é a facilidade para implementação de carros autônomos nas ruas. Com isso, a cidade poderá contar com um trânsito mais inteligente e menos congestionado.

A empresa espera publicar os resultados do planejamento do projeto assim que ele estiver concluído. Após isso, a aceleradora irá procurar parceiros para conseguir financiamento necessário para o início da construção da cidade.

Via StartSe e Y Combinator