Terrorista da Al-Qaeda pode ter inventado roupas explosivas

Por Redação | 09 de Agosto de 2013 às 14h50

A tecnologia pode ser usada para diversas finalidades, e nem todas elas são do bem. As autoridades norte-americanas agora ganharam uma nova razão para se preocupar com a segurança dos civis: roupas explosivas.

A possível próxima arma terrorista, de acordo com o Ubergizmo, foi revelada por funcionários do alto escalão do governo dos Estados Unidos. Eles dizem que essas roupas são mergulhadas em explosivos líquidos, o que torna sua detecção muito mais difícil – ou praticamente impossível – pelos métodos de segurança existentes atualmente.

A invenção dessa nova técnica foi creditada ao principal fabricante de bombas da AQAP, o saudita Ibrahim al-Asiri – que já teve seu nome ligado à fabricação de outros tipos de bombas sofisticadas. Al-Asiri é membro de uma filial da Al-Qaeda na Península Arábica, e passou a ocupar o topo da lista criada pelo governo iemenita com o nome dos 25 principais terroristas do país. O governo oferece uma recompensa de US$ 23 mil para quem trouxer informações que possam levar à sua prisão.

Ibrahim Hassan al-Asiri ficou conhecido por trabalhar no projeto da primeira bomba escondida em uma cueca e em outros explosivos colocados dentro de cartuchos de impressora e enviados para os Estados Unidos por meio de aviões de carga em 2010.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!