Pesquisadores criam luva capaz de decifrar o que escrevemos no ar

Por Redação | 27.12.2012 às 18:33

Uma equipe do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, na Alemanha, está desenvolvendo um protótipo de uma luva capaz de reconhecer traços escritos no ar e transformá-los em um texto perfeitamente legível. Uma equipe do laboratório de sistemas cognitivos uniu sensores inerciais, um acelerômetro e um giroscópio a uma luva de malha.

Segundo o documento de apresentação do projeto, a nova versão da luva reconhece letras, palavras e até mesmo frases desenhadas no ar. A luva não vai decifrar absolutamente tudo, por exemplo, ela não vai tentar identificar letras caso o usuário esteja acenando para um amigo do outro lado da rua, ou mexendo uma panela de brigadeiro.

Luva que permite escrever no ar

Os desenvolvedores do projeto configuraram o sistema para prestar atenção especialmente ao alfabeto, por meio do rastreamento de padrões dos movimentos do braço para cada uma delas. Durante os testes, realizados com nove voluntários, os usuários da luva escreviam palavras no ar como se estivessem desenhando em uma lousa imaginária. O resultado foi que os designers descobriram que a luva não perdeu quase nenhum segmento de escrita.

Os voluntários escreveram as mesmas 366 palavras, previamente escolhidas e descritas em um roteiro, durante mais de quatro horas, com algumas pausas no meio do período para realizar tarefas do cotidiano. O sistema está programado para reconhecer mais de oito mil palavras, e durante os testes foi capaz de reconhecer os padrões de palavras com uma taxa média de acerto de 89%.

Os desenvolvedores do protótipo acreditam que ainda existe espaço para melhorar o sistema, mas também afirmam que esse é um passo grande em direção à criação de um sensor de gestos capaz de escolher certos tipos de movimentos para reconhecer, neste caso as sequências do alfabeto.

Luva que permite escrever no ar