Pentágono quer construir computadores 'autodidatas'

Por Redação | 03 de Abril de 2013 às 06h25

O DARPA, ala de pesquisa experimental do Pentágono, está trabalhando em um projeto para construir computadores com inteligência artificial capazes de aprender e evoluir, utilizando algoritmos para analisar as grandes quantidades de dados e selecionar o que é melhor para eles.

De acordo com informações do Wired, o projeto está previsto para ter uma duração de quatro anos, e o objetivo principal é superar a curva íngreme de aprendizado associada aos seres humanos e ensinar às máquinas como assimilar novos sistemas de algoritmos.

Ao longo dos próximos 46 meses, a equipe de pesquisadores vai reunir especialistas da área de computação, juntamente com potenciais clientes no setor privado para determinar que tipos de projetos são os mais benéficos. Já existe uma série de aplicações possíveis como, por exemplo, realizar melhorias nos sistemas de vigilância e reconhecimento utilizado em núcleos militares. A tecnologia também pode ser utilizada para fazer o reconhecimento de voz e ser aplicada em carros autônomos.

Cientistas já estão trabalhando em um supercomputador capaz de simular o cérebro humano, mas também existe um futurologista que afirma ser difícil ensinar linguagem humana a computadores. Porém, o projeto do DARPA parece fugir dessa ideia e focar na melhora do front-end e back-end das máquinas.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.