Novos aviões supersônicos estão chegando para substituir o Concorde

Por Redação | 05 de Dezembro de 2014 às 10h43
photo_camera Foto: Divulgação

Os aviões Concorde sempre foram os campeões no quesito velocidade e até hoje detêm o título de aeronave comercial mais rápida do mundo. Contudo, este título está ameaçado pela Lockheed Martin, que está desenvolvendo um novo modelo de avião para voo comercial que promete ser melhor e ainda mais veloz: o N+2.

Segundo informações do Daily Mail, a aeronave utilizará um sistema de propulsão construído com três turbinas que ajudam a reduzir os efeitos supersônicos. Em entrevista ao jornal britânico, Michael Buonanno, gerente responsável pelo programa, disse que o novo sistema conseguirá reduções revolucionárias no ruído produzido pela aviação.

Para entender o quão potente o jato é, a empresa explica que ele é capaz de diminuir o tempo de uma viagem de Los Angeles para Nova Iorque de cinco para apenas duas horas e meia. A empresa ainda não divulgou informações de quando os N+2 estarão em circulação.

Além da Lockheed Martin, a Airbus está trabalhando em parceria com a Aerion para desenvolver um outro jato supersônico para bater os recordes do Concorde. Batizado de AS2, a aeronava custará mais de US$ 100 milhões e terá velocidade de cruzeiro de 2.000 km/h. As empresas já anunciaram que começarão a testar o avião em 2019 e pretendem lançá-lo até 2021.

O vídeo abaixo mostra um pouco mais como será o avião:

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.