Morre aos 88 anos o inventor do mouse, Douglas Engelbart

Por Redação | 04 de Julho de 2013 às 12h08

Na última terça-feira (02), o mundo se despediu de um dos pioneiros na interação entre homem e máquina. Douglas Engelbart, o inventor do mouse, morreu aos 88 anos na Califórnia, Estados Unidos, devido a uma crise de insuficiência renal.

Engelbart criou o mouse na década de 60 e patenteou sua invenção em 1970. O primeiro "mouse" de computador foi uma caixa de madeira com duas rodinhas de metal. Depois de muito aperfeiçoamento, ele chegou ao mercado em 1984 graças à Apple, que lançou o mouse como periférico de seu Macintosh.

Mas essa não foi a única colaboração dele para o mundo da tecnologia. A equipe de Engelbart no Instituto de Pesquisa de Stanford também foi responsável pelo desenvolvimento do hipertexto, computadores em rede, videoconferência, e os precursores de interfaces gráficas. Em 1990, fundou o Bootstrap Institute, em Palo Alto, na Califórnia, onde ainda atuava como diretor.

Durante sua carreira, Engelbart recebeu alguns prêmios, entre eles o Lemelson–MIT, considerada a maior premiação financeira para inventores dos Estados Unidos, onde o premiado recebe US$ 500 mil. Três anos após levar o Lemelson-MIT, no ano 2000, o presidente Bill Clinton concedeu a Medalha Nacional de Tecnologia para Engelbart por ele fazer parte da invenção da base da computação pessoal.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.