Jogar videogame pode ajudar a prevenir o envelhecimento natural de nossas mentes

Por Redação | 04 de Maio de 2013 às 09h40

Envelhecer é algo inevitável, mas envelhecer com saúde pode ser uma escolha - e isso inclui a saúde mental. Um estudo apontou que existe uma atividade simples que pode ajudar as pessoas mais velhas a prevenir o envelhecimento natural de suas mentes: jogar videogame.

O estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade de Iowa e divulgado pela revista especializada PLoS ONE. Eles descobriram que pessoas de 50 anos ou mais que jogam videogame podem ter uma velocidade maior de processamento mental e habilidades cognitivas do que de uma pessoa mais jovem.

Outros estudos já apontaram que a perda das "funções executivas", que incluem a memória, atenção, percepção e resolução de problemas, ocorre quando as pessoas atingem a meia-idade, mas outros estudos apontaram que o nosso declínio cognitivo começa a partir dos 28 anos de idade.

"Sabemos que podemos parar esta decadência e verdadeiramente restaurar a velocidade do processamento cognitivo das pessoas. Então, se sabemos disso, não deveríamos estar ajudando as pessoas? É bem fácil e o pessoal de mais idade pode aprender a jogar videogame", explica Fredric Wolinsky, professor de saúde pública da Universidade de Iowa e um dos responsáveis pela pesquisa.

O estudo e seus resultados

Para realizar o estudo, os pesquisadores separaram 681 pacientes saudáveis, com idade superior a 50 anos, em quatro grupos. Um deles ficou responsável por preencher palavras cruzadas computadorizadas, enquanto os demais grupos ficaram com um jogo de videogame.

O game em questão se chama 'Road Tour' e tem como objetivo identificar alguns tipos de veículos, com algumas distrações no meio do caminho. O game é simples e visa aumentar a velocidade mental do usuário e sua agilidade para identificar os símbolos exibidos.

No final, os grupos que jogaram o Road Tour por pelo menos 10 horas, seja em casa ou no laboratório da universidade, ganharam cerca de três anos de melhora cognitiva em relação ao grupo que ficou apenas com as palavras cruzadas. Um dos grupos, que jogou durante quatro horas a mais do que os demais, apresentou uma melhora ainda maior.

O declínio cognitivo relacionado com a idade é algo real e que permanece de forma constante, conforme ressalta o professor Wolinsky, por isso os estudos relacionados a esse assunto são tão importantes.

Leia também: Jogar videogame uma hora por dia melhora sua atenção

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.