Estamos a poucas décadas da imortalidade, de acordo com engenheiro do Google

Por Redação | 20 de Junho de 2013 às 06h00

A imortalidade pode estar próxima de se tornar algo real, pelo menos é o que acha Ray Kurzweil, diretor de engenharia do Google. E não estamos falando de nenhum experimento mirabolante do laboratório secreto do gigante da web, mas sim da evolução científica.

No último domingo (16), durante a conferência que reúne alguns dos principais cientistas do mundo para falar sobre o futuro da humanidade, a 'Global Future 2045 World Congress', Kurzweil explicou melhor sua teoria: "A expectativa de vida mil anos atrás era de 20 anos e desde então só fomos aumentando. Esse processo vai entrar em alta velocidade nos próximos dez ou 20 anos, provavelmente em menos de 15 anos estaremos no ponto de inflexão em que iremos adicionar mais tempo de vida por causa do progresso científico", conforme relata a CNBC.

Para o executivo, dentro desse período nós iremos presenciar o que ele chama de "uma tremenda transformação da saúde e da medicina". Kurzweil disse que, tratando a biologia como um software, a reprogramação das células pode ser feita para tratar doenças e outros males, uma progressão que, segundo ele, está em andamento na medicina.

"Já há tratamentos fantásticos para superar doenças cardíacas, câncer e qualquer outra doença neurológica com base nessa ideia de reprogramar o software", disse. "Estas tecnologias serão cerca de mil vezes mais poderosas do que eram há uma década.... E um milhão de vezes mais potente em 20 anos", completou.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.