Empresa constrói infraestrutura de data center para minerar Bitcoins

Por Redação | 26.11.2013 às 17:21

Bitcoins são uma moeda digital que pode ser minerada por computadores que resolvem complexos cálculos matemáticos e que ganhou imenso valor com o passar dos meses. Recentemente, foram transferidos o equivalente a R$ 341.330.556,00 em Bitcoins sem que um centavo de imposto fosse pago. Muitas pessoas estão ficando ricas com isso, enquanto outras não estão tendo a mesma sorte. Na nova corrida do ouro, agora em busca de Bitcoins, as operações de "mineração" estão ficando cada vez maiores, mais complexas e insanas.

Conforme aponta o site Kotaku, quanto mais o Bitcoins são mineradas, mais difícil os cálculos matemáticos se tornam. E quando chegarmos ao patamar de 21 milhões de Bitcoins mineradas, a "produção" irá parar. Não haverá novas Bitcoins para serem mineradas. No passado, vimos diversos exemplos de pessoas desenvolvendo os mais variados conjuntos de hardware caseiro para minerar Bitcoins, mas certamente nenhum deles se iguala ao que veremos a seguir.

Uma empresa chamada Asicminer investiu numa infraestrutura digna de data center, local onde existem inúmeros servidores, para permitir que sites como o Canaltech fiquem acessíveis na internet. Porém, essa infra localizada em Hong Kong não é destinada a sites e sim à mineração de Bitcoins. Exclusivamente isso. A fazenda de servidores contém até placas de computadores embebidas em líquido refrigerante para que não esquentem muito.

Também há um sistema avançado de ventilação no teto para manter a temperatura do ambiente num nível controlado. O data center é, de acordo com a fonte do Kotaku, tão silencioso quanto uma biblioteca. O local, que não é o único do seu tipo pertencente à Asicminer, começou a ser construído em agosto, mas só começou a operar em outubro. Não foi informada a quantidade de Bitcoins obtidas com essa infraestrutura caríssima, mas alguém certamente está achando que todo esse equipamento esteja valendo muito a pena.