Correios da Austrália experimentam selo capaz de transmitir vídeos

Por Redação | 13.11.2013 às 09:15

Volta e meia encontramos alguns exemplos interessantes de uso dos QR Codes para as mais diversas práticas, mas às vezes certas ideias são mesmo surpreendentes.

O serviço de correios AusPost, da Austrália, percebeu que os QR Codes têm potencial para guardar informações mais complexas do que meros textos em suas tramas quadriculadas, além de perceber que um QR Code de tamanho comum é quase do mesmo tamanho de um bom e velho selo. Então a empresa resolveu unir o útil ao agradável e criou os vídeo-selos, que permitem criar vídeos curtos e armazená-los em QR Codes que são grudados nos envelopes e caixas de correspondências.

A coisa toda funciona da segunte forma: um cidadão australiano resolve enviar uma correspondência a alguém de seu interesse e adquire um selo com um código QR. Por meio de um aplicativo gratuito, ele grava uma mensagem de 15 segundos, anexa-a no QR Code e envia sua correspondência normalmente. O destinatário poderá usar seu smartphone para escanear o código e assitir ao vídeo.

Os vídeos podem ser compartilhados nas redes sociais, então os usuários do serviço na Austrália precisarão tomar cuidado com o que gravam! Os vídeos são armazenados nos servidores da AusPost por 3 meses a partir da data de envio.

A tecnologia está em uma fase de testes que deverá durar até o fim do ano. Os vídeo-selos estão disponíveis para os serviços Express Post e Express Courier International dos correios australianos gratuitamente. Seria bem interessante se existisse algo parecido aqui no Brasil, não é verdade?