Como será o mundo em 2030, de acordo com o governo dos Estados Unidos

Por Redação | 16 de Dezembro de 2012 às 13h52

O Conselho Nacional de Inteligência dos EUA divulgou seu 'Relatório de Tendências Globais' que contém previsões a respeito da demografia, globalização e meio ambiente para o ano de 2030. A ideia foi produzir um documento para ajudar os formuladores de políticas em seu planejamento a longo prazo sobre as principais questões de importância mundial.

O Conselho diz que não pretende prever o futuro, mas sim fornecer uma estrutura para que as pessoas pensem sobre um possível futuro e suas implicações. A ideia é estimular o pensamento sobre as mudanças rápidas que caracterizam o mundo de hoje e as possíveis trajetórias globais ao longo dos próximos anos.

Segundo o relatório, em 2030 o mundo viverá um cenário econômico diferente do que vemos hoje, com a Ásia assumindo a frente no que diz respeito ao Produto Interno Bruto (PIB), deixando para trás países da Europa e da América do Norte. O número de habitantes, gastos militares e investimentos em tecnologia também vão aumentar do outro lado do mundo, passando o poder para a mão dos asiáticos.

Outra megatendência, segundo o relatório, é o aumento da demanda por comida (35%), água (40%) e energia (50%) causado pelo crescimento da população mundial e pelo aumento do consumo padrão. O relatório completo está disponível para download em diversos formatos (e em inglês).

A tradição de divulgar tais previsões começou em 1997, e desde então um novo Relatório de Tendências Globais é publicado a cada quatro anos, logo após as eleições presidenciais dos Estados Unidos.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.