Quatro dicas para se dar bem na busca por emprego via internet

Por Redação | 05 de Agosto de 2016 às 21h31

A internet é uma maravilha na vida de todo mundo, permitindo uma facilitação de processos e um contato imediato com gente ao redor do mundo. Para o mercado de trabalho, a rede é a norma, e hoje, é difícil encontrar processos seletivos que não utilizem esse artifício, seja apenas para receber candidatos ou para tocar todas as etapas de uma possível contratação. Com isso, entretanto, vieram também algumas novas regras de etiqueta e comportamento.

Quem aponta é Viviane Candido, especialista em recursos humanos do site Vagas.com, um dos maiores do país nesse segmento. Para ela, a internet trouxe uma importância maior para o processo como um todo e tornou o envio de um currículo mais do que uma simples candidatura, fazendo-o uma parte bastante importante do processo.

E é aí, inclusive, que ela aponta uma falha importante cometida por muitos candidatos, que se mostram aparentemente sem foco ao enviarem currículos para diferentes empresas e posições, com as abordagens mais variadas. Para ela, o ideal é focar somente nas vagas disponíveis dentro de seu perfil profissional. Assim, existe mais chance de ser contatado, e menos de soar desesperado.

Antes de enviar um currículo, porém, é importante atentar para as informações contidas nele. Muitos sites recorrem a campos para serem preenchidos, excluindo preocupações com layouts ou organização. Entretanto, é preciso ficar atento para não enviar dados confusos ou errados, principalmente no caso das informações básicas, que podem até mesmo impedir um contato inicial.

Os testes online, outra fase importante trazida pela seleção online, também merecem atenção. A dica de Candido é que os candidatos reservem uma parte de seus dias para focarem exclusivamente nesse tipo de prova, essencial para que demonstrem suas habilidades e conhecimento. Não é preciso nem dizer que uma boa pontuação aumenta as chances de contratação.

E quanto finalmente chegar a hora da entrevista pessoal, nada de descuidar da aparência por estar em casa. Quando a conversa é pela internet, Candido aponta que os mesmos cuidados com postura e vestuário devem existir, como se o contato fosse ao vivo. A escolha de um local com boa internet e silêncio também é essencial para que o papo siga em frente sem problemas.

Fonte: Convergência Digital

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.