Ericsson tem inscrições abertas para Programas de Estágio e Trainee

Por Rafael Arbulu | 07 de Agosto de 2019 às 23h50
Tudo sobre

Ericsson

Saiba tudo sobre Ericsson

Ver mais

A Ericsson abriu as inscrições para o Programa Talentos 2020 da Ericsson Brasil, que conta com 70 vagas (60 de estágio + 10 de trainee) para áreas variadas da empresa, como Ciências da Computação, Engenharia Elétrica, Mecânica, de Produção, Administração, Direito, Economia, Matemática, Sistemas de Informação, Publicidade & Propaganda, Relações Públicas, para citar algumas.

A empresa promete os benefícios já conhecidos por lei, como vale-refeição/alimentação, transporte, assistências médica e odontológica e seguro de vida, além de restaurante no local, bicicletário, chuveiro e parcerias com Gympass. Para ser elegível, o candidato deve estar cursando o último ano da faculdade relacionada em 2020 (no caso do Programa de Estágio) ou então formação acadêmica completada em 2018 ou prevista para término em 2019 (para Programa de Trainees). Neste último caso, há também a oferta de mentorias e passagem pelas muitas áreas de negócio da companhia e até transferência para outras sedes da Ericsson no Brasil e América Latina (para os cinco funcionários de maior destaque).

Eduardo Ricotta, atual presidente da Ericsson para a América Latina, foi um dos que passaram pelo programa de trainees em 1993. O executivo elogia o programa e exalta “a busca por talentos” da companhia: “Quando participei do Programa de Trainee da Ericsson, me foi dada a oportunidade de interagir com as diferentes áreas de negócios da companhia. Todos os dias, eu era motivado a contribuir com soluções para os desafios das áreas, combinando os conhecimentos que eu havia acumulado durante minha graduação com os novos aprendizados adquiridos na interação com os executivos que já estavam na empresa há mais tempo. Esse mix de experiências e visões me preparou para os passos seguintes que pude dar na minha carreira, e que me levaram a ocupar posições de destaque na Europa, América do Norte e na América Latina”, ele conta.

Eduardo Ricotta, presidente da Ericsson para o chamado "cone Sul" da América Latina, começou sua carreira na empresa como trainee (Imagem: Divulgação/Ericsson)

Já Silvio Paciello, vice-presidente de RH da Ericsson, ressalta o crescimento dos programas nos últimos anos: “Inovação é palavra-chave na visão e na estratégia de negócios da Ericsson. O mundo se transforma a cada dia, nosso mercado vive em constante processo de evolução e nós acompanhamos esse movimento de perto. Abrir nossas portas para mentes jovens e inovadoras é parte fundamental da governança da empresa. Aumentamos em 20% o número de vagas no programa de estágio e dobramos as vagas para trainees nesse ano em comparação ao ano passado para ampliar ainda mais o mix de idades e experiências".

Ambos os programas também trazem imersões e iniciativas internas, focadas no desenvolvimento de características e capacidades pessoais dos funcionários: alguns exemplos são a campanha Seja Você, que incentiva as pessoas a terem maior conforto dentro do ambiente de trabalho, vestindo-se e agindo como quiserem; o Projeto FIKA!Labs, que busca ideias diferenciadas para a resolução de problemas; o Clube Ericsson Toastmasters, focado no desenvolvimento das habilidades de comunicação e liderança; e, mais recentemente, a mudança para um novo escritório, a Nova Casa Ericsson – um ambiente que a empresa define como “muito mais moderno, mais digital, com conceito de open space, sem postos de trabalho fixos, para aproximar cada vez mais os colaboradores”.

Os programas já estão com inscrições abertas por meio de página especial no site da empresa e, na candidatura, a Ericsson pede por candidatos com conhecimentos avançados em inglês (espanhol é tido como diferencial) e Pacote Office.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.