Empresa brasileira não vai proibir Pokémon Go no expediente

Por Redação | 26 de Julho de 2016 às 17h05
photo_camera Divulgação

Não são apenas os jogadores, casuais ou veteranos, que estão de olho na febre Pokémon Go. Empresas no mundo todo sabem de como o game desenvolvido pela Niantic pode causar em seus negócios. Sabendo disso, muitas delas começam a implantar soluções para que os usuários não larguem "o vício" mesmo no trabalho. É o caso da GetNinjas, plataforma que conecta clientes a prestadores de serviços, que está com vagas abertas - sem proibir a caça aos monstrinhos no ambiente corporativo.

As oportunidades são para estágios em Business Intelligence (B.I.) e em Performance Digital, nas quais os interessados dominem conhecimentos sobre dados e análises para os negócios. Para participar do processo seletivo, o candidato precisa estar cursando engenharia, matemática ou física, ter boa capacidade de interpretar dados numéricos e históricos e interesse em aprender programação/lógica e SQL, além de auxiliar no planejamento estratégico da área, buscando oportunidades de melhorias e insights para o negócio.

A companhia também destaca que ansiedade de ter o app Pokémon Go instalado e uma Pokédex completa com uma geração Pokémon é desejável, pois as criaturas podem aparecer a qualquer momento no escritório. A GetNinjas oferece um ambiente de trabalho descontraído, com sinuca liberada durante os churrascos que acontecem na varanda, liberdade para se vestir como preferir, incentivo à atividade física durante o expediente, com basquete e yoga, opções de lanches saudáveis e remuneração competitiva.

Eduardo L’Hotellier, CEO e fundador da plataforma, foi quem teve a ideia de estimular a disputa pelos Pokémon no escritório da empresa. "A GetNinjas tem em seu DNA a contemporaneidade, sem deixar de pensar no futuro que a realidade aumentada pode agregar para os nossos negócios. Estudantes que estão de olho nas possibilidades que a febre Pokémon GO tem a oferecer serão reconhecidos profissionalmente por aqui", afirma o empreendedor. Na equipe Ninja, quase metade dos 80 colaboradores já estão esperando para capturar os Pokémon raros que vão aparecer no escritório.

Os interessados em se candidatas às vagas devem preencher um formulário neste link.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.