Bill Gates defende pedido do FBI em caso contra Apple

Por Redação | 23 de Fevereiro de 2016 às 10h15
photo_camera Divulgação
Tudo sobre

Apple

Em uma entrevista para o Financial Times, o fundador da Microsoft, Bill Gates, afirmou que a Apple deve ajudar o FBI a retirar a criptografia do iPhone do atirador de San Bernardino. O caso tem ganhado notoriedade pela recusa da Apple em acessar as informações de qualquer que seja o dispositivo, alegando proteger a privacidade de seus usuários. Para Gates, o FBI "não está pedindo algo geral, apenas um caso em particular".

O discurso de Gates em relação a este caso é contrário às principais empresas de tecnologia, como Facebook, Google e Twitter, que se pronunciaram claramente contra ao pedido do FBI de acessar as informações do iPhone em questão. Com o apoio de empresas do setor, a Apple continua rígida em sua negação de desbloquear o aparelho para ajudar nas investigações antiterrorismo.

O diretor do FBI, James Comey, também insistiu que este caso é algo muito restrito e que não está pedindo "para quebrar a criptografia de ninguém". Gates acrescentou que é necessário estabelecer regras claras para que as autoridades e as empresas de tecnologia saibam quando as informações podem ser acessadas. "Eu espero que nós tenhamos debates sobre o modo que as salvaguardas são construídas", disse.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mesmo com o pronunciamento de Bill Gates, o atual CEO da Microsoft, Satya Nadella, ainda não disse nenhuma palavra sobre o caso do FBI e da Apple. No entanto, um porta-voz da empresa indicou que a Microsoft se opõe ao pedido do FBI de acessar informações privadas de usuários.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.