"Ctrl+Alt+Delete" foi um erro, admite Bill Gates

Por Redação | 27.09.2013 às 08:25

O fundador da Microsoft, Bill Gates, finalmente admitiu algo que os usuários do Windows pensam há muito tempo: "Ctrl+Alt+Delete" é um comando desnecessário. E, mais que isso, foi um erro.

Durante uma entrevista concedida enquanto estava na Universidade de Harvard praticando sua filantropia, Gates disse que o comando de três teclas foi concebido após um designer de teclado da IBM dizer que não criaria um botão exclusivo para realizar a tarefa – que na época era habilitar a tela de logon com segurança, e não apenas acessar o Gerenciador de Tarefas quando seu PC trava.

"Nós poderíamos ter tido um único botão, mas o cara que fez o design do teclado da IBM não quis nos dar um único botão", explicou Gates. Ele explicou ainda que a combinação de teclas foi projetada para impedir que outros aplicativos fingissem ser o prompt de login do sistema e roubasse a senha dos usuários.

David Bradley, um engenheiro que trabalhou na IBM PC inventou a tal combinação, que originalmente foi criada para reiniciar o computador. "Eu posso ter inventado, mas Bill a tornou famosa", defendeu-se Bradley em outra entrevista. Na ocasião, ele também disse que não entendia por que Gates e a Microsoft decidiram tornar o comando um recurso de login.