Cidadania americana custa US$ 39 milhões ao brasileiro cofundador do Facebook

Por André Fogaça | 16 de Maio de 2012 às 14h00

Eduardo Saverin, o brasileiro que ajudou a criar o Facebook juntamente com Mark Zuckerberg, resolveu abdicar à cidadania americana com um objetivo muito claro: não ter que pagar US$ 39 milhões em impostos para o governo local.

Eduardo Saverin

Este montante foi calculado pela consultoria Wealth-X e publicada no jornal britânico The Guardian. Segundo a empresa, Saverin tem apenas 2% de todas ações da rede social, sendo que isso é apenas 1% da fortuna estimada do brasileiro, que está na casa dos US$ 3,9 bilhões - aproximadamente R$ 7,8 bilhões.

Segundo o BloomBerg, a renúncia à cidadania americana aconteceu pouco antes da abertura de capital do Facebook. Analistas apostam que o valor total da rede social é de US$ 100 bilhões. Com a abertura do capital, o brasileiro passou a ganhar mais do que já ganhava, e isso aumentou a quantidade de impostos que pagava para o governo dos Estados Unidos.

Com esta mudança de cidadania em mente, por conta dos impostos, imagine o que o brasileiro faria com as altíssimas taxas que pagamos aqui no Brasil.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.