Bill Gates diz que sistema de pagamentos da Apple é uma 'ideia fantástica'

Por Redação | 06.10.2014 às 16:45
photo_camera Divulgação

Assim como em qualquer segmento, empresas de tecnologia travam uma batalha pela atenção dos consumidores. Contudo, tais companhias e seus executivos sabem reconhecer quando a rival apresenta uma ideia realmente inovadora que pode impactar o cenário como um todo. Essa é a opinião do cofundador e ex-CEO da Microsoft, Bill Gates, que elogiou o novo sistema de pagamentos móveis da Apple.

A declaração foi feita ao jornalista Erik Schatzker durante uma entrevista para a Bloomberg. Enquanto falava sobre seus projetos filantrópicos para ajudar serviços financeiros de países emergentes, Gates afirmou que o Apple Pay "é uma grande contribuição" para o setor.

"Bem, o Apple Pay é um ótimo exemplo de como um telefone celular que identifique seu usuário de uma maneira bastante segura lhe permite realizar uma transação que deve ser muito, muito barata. Por isso, o fato de eu poder comprar algo em qualquer aplicação é fantástico. O fato de eu não precisar mais de um cartão físico, apenas realizo essa transação e você ficará bastante certo sobre quem está do outro lado, isso é uma grande contribuição", disse.

O conselheiro tecnológico da gigante de Redmond também destacou que o mecanismo será fundamental para a disseminação em massa de pagamentos pelo celular. Além disso, Gates insistiu que é preciso baixar os custos de transações financeiras para que sistemas como o Apple Pay cheguem à rede bancária de nações em desenvolvimento, assim como em outras plataformas.

A entrevista completa pode ser assistida abaixo (em inglês):

Apple Pay

Previsto para chegar ainda neste mês, o Apple Pay tem um objetivo ambicioso: acabar com os cartões de crédito e permitir que o usuário de iPhone utilize o próprio aparelho como método de pagamento em lojas, shoppings, restaurantes e outros estabelecimentos. Segundo a Maçã, o sistema possui compatibilidade com as bandeiras American Express, MasterCard e Visa e poderá ser usado em 220 mil comércios dos Estados Unidos, incluindo as redes McDonald's, Subway, Disneylândia e, claro, as lojas físicas da Apple.

Para usar o mecanismo, basta aproximar o aparelho do SecureElement, um equipamento específico que reconhece os dados transmitidos pelo dispositivo e que guarda suas informações financeiras de maneira criptografada. Qualquer compra efetuada com o sistema gera um número único de transação e nenhum nome, senha, login ou dado pessoal é compartilhado com os vendedores, já que tudo isso fica armazenado na memória do próprio smartphone. Também será possível pagar compras usando sua impressão digital pelo leitor Touch ID.

Por enquanto, o Apple Pay estará disponível apenas para os iPhones 6 e 6 Plus. Não há previsão de lançamento em outros modelos do smartphone.