E3 2020 é cancelada por preocupações com coronavírus

E3 2020 é cancelada por preocupações com coronavírus

Por Felipe Demartini | 11 de Março de 2020 às 13h10

A E3 2020 está oficialmente cancelada. A confirmação de que o evento não vai acontecer neste ano veio nesta quarta-feira (11) após uma série de rumores que circulavam desde o início da semana. De acordo com a Entertainment Software Association (ESA), a decisão de suspender a feira é uma resposta ao perigo de contaminação pelo SARS-CoV-2, o "novo coronavírus".

Porém nem tudo está perdido. Apesar de o evento presencial estar oficialmente cancelado, os organizadores afirmaram que estão estudando a possibilidade de uma “experiência online”, com os anúncios de jogos e novidades sendo divulgadas aos fãs pela internet. Mais detalhes sobre isso não foram dados, com a ESA prometendo falar mais sobre isso em breve — a única informação concreta é que, caso essa opção seja confirmada, as transmissões acontecerão em junho.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pelo menos uma empresa, por conta própria, já confirmou essa possibilidade, ainda que não ligada oficialmente à E3 2020. Phil Spencer, diretor da divisão Xbox na Microsoft, afirmou pelo Twitter que a empresa falará sobre as novidades de sua plataforma em um evento digital, com detalhes de data ainda a serem revelados. A expectativa é que outras distribuidoras sigam o mesmo caminho, com a Ubisoft, por exemplo, já declarando estar pensando nisso.

No mais, a ESA disse estar desapontada com a decisão, mas que sabe a ter tomado em proteção à saúde de seus frequentadores e expositores, diante de uma “situação global sem precedentes”. Reembolsos de ingressos ao público serão emitidos a partir das próximas semanas, assim como os exibidores também poderão solicitar a devolução dos valores pagos por estandes e espaços publicitários.

Os rumores de que a E3 2020 seria cancelada ganharam força na noite desta terça-feira (10), depois que sites especializados citaram fontes indicando a suspensão da feira. A distribuidora Devolver Digital chegou a publicar no Twitter uma breve mensagem, avisando a todos para que cancelassem suas passagens e hospedagens para o evento. A confirmação oficial da ESA, porém, veio somente agora, justamente como especulado.

Primeira vez

O cancelamento marca o primeiro ano sem E3 desde sua primeira edição, em maio de 1995. Considerada uma das maiores feiras do entretenimento eletrônico mundial, a ocasião serve de palco para que desenvolvedoras e distribuidoras anunciem seus lançamentos para o futuro próximo. A edição 2020 era especialmente aguardada por representar, possivelmente, o primeiro contato com a nova geração de consoles, ainda que apenas pelas mãos da Microsoft, uma vez que a Sony já havia confirmado sua ausência — como o fez em 2019.

A confirmação do cancelamento também vem em detrimento de declarações anteriores da própria ESA. No início do mês, ela afirmou que a E3 2020 não seria afetada pela pandemia global do SARS-CoV-2, apenas para ver sua cidade-sede, Los Angeles, nos EUA, declarar estado de emergência menos de 24 horas depois. Em resposta a isso, a associação disse que a situação seria reavaliada, com a mudança de planos sendo divulgada agora.

A E3 2020 não é o primeiro evento de games cancelado devido à preocupação com o novo coronavírus. A Game Developers Conference (GDC), evento voltado para o setor de desenvolvimento de jogos, aconteceria na próxima semana e também foi suspensa indefinidamente, com cerimônias de premiação e palestras sendo transmitidas pela internet. Além disso, outros eventos como o Mobile World Congress, o SXSW, também nos EUA, e a conferência F8, do Facebook, também não vão acontecer.

Segundo os dados mais recentes, 121,1 mil casos de COVID-19 já foram confirmados em todo o mundo, com 4,3 mil mortos pela doença. No Brasil, são 34 ocorrências e outros 893 casos suspeitos de contaminação, com o Ministério da Saúde afirmando que haverá aumento nos números ao longo das próximas duas semanas, antes de a epidemia chegar a um platô.

Fonte: ESA  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.