Vendas no e-commerce registram alta de 36,2%, revela indicador da Mastercard

Por Redação | 03 de Maio de 2017 às 18h11

Nesta terça-feira (2), a Mastercard anunciou os relatórios referentes aos resultados do varejo no Brasil. Os dados mostram que, mesmo com a queda no volume de vendas do varejo físico, o e-commerce apresentou crescimento de 36,2% no último ano, a melhor marca desde outubro de 2012.

De acordo com o levantamento, a expectativa é de que o comércio apresente melhora gradativa. Em março deste ano, as vendas totais registraram retração de 1,6%, quando comparado ao mesmo período de 2016, sendo que as regiões Sul e Sudeste foram as que apresentaram menor queda. Segundo as informações, supermercados, farmácia, material de construção, artigos de uso pessoal e doméstico tiveram bom desempenho. No entanto, setores de móveis, vestuário, combustível e eletrodomésticos tiveram resultado abaixo do esperado.

No que se refere ao e-commerce, o estudo mostrou que os principais responsáveis pelos bons resultados foram os setores de eletrônicos e móveis, enquanto vestuário, hobby e livrarias e artigos farmacêuticos ficaram abaixo da média.

Para Kamalesh Rao, Diretor de Pesquisa Econômica da Mastercard Advisors, mesmo com a crise econômica no país, o futuro do varejo deve ser considerado como promissor.

“Embora o ambiente econômico demonstre desafios, especialmente em função da atual taxa de desemprego e deterioração da massa salarial, esperamos uma melhora gradativa no comércio varejista, especialmente no e-commerce”, explicou.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.