Pesquisa da ClearSale mostra que 3,98% das compras online no Brasil são fraudes

Por Redação | 27 de Maio de 2015 às 10h00

A empresa ClearSale, cuja atuação se concentra na elaboração de soluções antifraude para transações comerciais, elaborou o estudo Dados do Mapa de Fraude no Brasil em 2014 e constatou que os cibercriminosos brasileiros estão cada vez mais interessados em fraudes na internet.

Ainda segundo o estudo, todas as regiões do país fecharam o ano de 2014 com um crescimento no índice, destacando-se as regiões Norte e Nordeste. No geral, o Brasil finalizou o ano passado com uma média de 3,98%, significando que a cada R$ 100 movimentados no comércio eletrônico, R$ 3,98 são de compras ilegais.

A região Sudeste fechou o último ano com um índice de 3,57% contra 3,48% no ano anterior. O Rio de Janeiro, responsável pela manutenção técnica, foi um dos poucos estados com decréscimo no período analisado, passando de 3,64% em 2013 para 3,32% em 2014.

Os estados de Minas Gerais e Espírito Santo subiram de 2,15% e 2,12%, respectivamente, para 2,93% e 2,99%. São Paulo foi o estado que menos mostrou movimentação, passando de 3,88% para 3,89%.

O Mapa de Fraude do Brasil mostra que entre os segmentos com a maior procura pelos criminosos na região Sudeste estão aparelhos e jogos de videogame (13,74%), telefonia móvel (7,09%), eletrônicos (4,89%), informática (3,74%) e artigos esportivos (2,90%).

Em comparação com 2013, analisando o ranking nacional, os pesquisadores descobriram uma inversão nas três primeiras colocações: videogames subiram da terceira posição para a primeira, ficando com 9,93%; os celulares perderam a liderança para ficar com a segunda colocação, com 9,22%; e a categoria informática saiu da segunda posição para fechar em terceiro, com 5,99%. Também estão na lista os eletrônicos, com 5,47%, e os produtos automotivos, com 5,04%.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.