Comportamento do consumidor reduz importância da Cyber Monday para o varejo

Por Redação | 24 de Novembro de 2017 às 18h30
BitBlog

Especialistas em varejo afirmam que a disseminação do comércio eletrônico está reduzindo a importância da Cyber Monday, uma data dedicada as vendas feitas on-line nos Estados Unidos e que também já chegou ao Brasil. Um dos motivos da perda de valor da data do comércio digital é o fato de que, atualmente, as pessoas estão mais tempo conectadas, por meio de vários dispositivos: smartphone, desktop e tablet. 

Para Liz Dun, CEO da Pro4ma, empresa que produz um software de análise do varejo, "não há mais necessidade de esperar a segunda-feira para estar em frente a um computador".

A Adobe Analytics estima que 61% do tráfego da Black Friday vêm de dispositivos móveis. Em relação aos varejistas, o cálculo é que o crescimento de transações on-line, via desktop, smartphone ou tablet, alcance os dois dígitos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Conexão 24 horas

Nem o fato de que alguns descontos serem mais arrojados na Cyber Monday, em comparação com a Black Friday, modifica o cenário, segundo especialistas. No começo, as pessoas esperavam voltar ao trabalho para usar o computador e fazer as compras, depois do feriado de Ação de Graças, avalia Brian Nagel, analista sênior de varejo e comércio eletrônico da Oppenheimer, firma de investimento americana.

A segunda-feira cibernética se tornou popular quando os dispositivos conectados permanentemente à internet ainda não eram dominantes. "Agora podemos comprar on-line a qualquer momento. Isso reduz o significado da data", afirma Nagel.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.