Golpes por e-mail são mais comuns durante Black Friday

Por Redação | 20 de Novembro de 2014 às 08h52

Anteriormente uma data de consumo tradicional nos Estados Unidos, a Black Friday se consolida cada vez mais como um dia de descontos nas lojas brasileiras, principalmente no varejo online. Em 2014, a “Sexta-feira negra” acontece no dia 28 de novembro e a expectativa é que o comércio movimente cerca de R$ 1 bilhão. A boa oportunidade para os lojistas, no entanto, também é vista pelos criminosos virtuais como um prato cheio.

De acordo com a empresa de segurança McAfee, nesta época os golpes enviados por e-mail se multiplicam e tentam obter dados pessoais e bancários de usuários incautos principalmente por meio do phishing. A promessa é normalmente a mesma: grandes promoções, ofertas imperdíveis e condições bastante favoráveis, a ponto de serem quase irreais.

Muitas vezes, tais e-mails vêm de fontes aparentemente seguras, como amigos ou lojas online. No primeiro caso, provavelmente trata-se de uma infecção que se espalha por meio da lista de contatos das vítimas. No segundo, são páginas disfarçadas como legítimas, mas que, na verdade, entregam os dados de login e pagamento para os hackers. O produto ofertado, na realidade, não existe.

Até o momento, em 2014 já foram localizados mais de um milhão de novos sites praticantes do phishing. As mensagens estão se tornando tão arrojadas que, de acordo com uma pesquisa da McAfee, 80% dos usuários podem acabar caindo nos golpes, percebendo isso tarde demais. Muitas vezes, as próprias vítimas sabem que tal possibilidade existe, mas ainda assim acabam enganadas pela sofisticação dos métodos.

É o caso, por exemplo, de uma prática que vem sendo chamada de "spear phishing". Como forma de dar mais credibilidade ao golpe, o e-mail falso vem acompanhado de informações pessoais do usuário, coletada a partir de fontes legítimas. Assim, quem recebe realmente acredita estar diante de uma comunicação legítima da loja online e, sendo assim, clica sem pensar duas vezes naquela oferta imperdível.

A grande medida de segurança, como sempre, é desconfiar. Nunca acredite de primeira naqueles preços imperdíveis ou condições especiais tão diferentes da prática comum do mercado. Além disso, e-mails de phishing costumam conter erros de português ou falhas de design, por isso, se localizar qualquer coisa desse tipo, evite clicar ou entregar suas informações.

Caso acredite que a oferta realmente existe, procure-a no site legítimo do varejista caso a promoção não seja exclusiva para e-mail marketing. Além disso, mantenha antivírus e firewalls sempre atualizados e funcionando.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.