Carrefour voltará ao comércio eletrônico em 2015, afirma executivo

Por Redação | 18.09.2014 às 13:42

O presidente-executivo do grupo Carrefour no Brasil, Charles Desmartis, anunciou nesta quarta-feira (17) que a empresa voltará a atuar no comércio eletrônico no país a partir de 2015.

As vendas online do Carrefour foram encerradas no final de 2012 durante um período de reestruturação da empresa. Mas agora, segundo Desmartis, a área terá uma melhor definição das suas estratégias de atuação no mercado, assim como melhores avaliações logísticas, buscando complementar os serviços oferecidos tradicionalmente pelas lojas físicas, informa o site Info.

O executivo afirmou que o grupo contratou uma pessoa com experiência em e-commerce e que ela terá total liberdade criativa, sem limitações. No entanto, ele não quis revelar a identidade do novo responsável pela área.

A volta do Carrefour para o comércio eletrônico neste momento parece propícia dado o crescimento de 26% no e-commerce no Brasil durante o primeiro semestre do ano, segundo a consultoria E-bit. O varejo, no entanto, apresenta um crescimento bem mais discreto no mesmo período, de 4,9%, informa o IBGE.

Desmartis afirmou durante a convenção da Abras, representante do setor, que o e-commerce e os multicanais são os próximos passos da evolução da rede no Brasil, destacando a importância do investimento no setor.

E o investimento da marca já começou. Em agosto, o grupo inaugurou a primeira unidade do Carrefour Express em São Paulo. A intenção da empresa parece ser um formato de proximidade, onde serão possíveis unidades menores e com menos sortimento, mas espalhadas em regiões de grande movimentação.

O objetivo, segundo Desmartis, é que o modelo voltado para unidades de sortimento menor e com produtos regionais tenha 50 unidades do grupo até o final de 2016. Para o fim deste ano são esperadas mais 17 unidades, totalizando 18 delas no primeiro ano da estratégia.

O executivo ainda esclareceu que a empresa não está com pressa de entrar na bolsa, mas que está pode ser uma opção futura para impulsionar seu crescimento. Segundo ele, a escolha dependerá de como estará o mercado.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/internet/2014/09/carrefour-brasil-relancara-comercio-eletronico-em-2015.shtml