Black Friday deste ano deve vender 60% a mais em relação ao ano passado

Por Redação | 11.11.2013 às 07:30

No Brasil, assim como nos Estados Unidos, o mês de novembro anuncia a chegada do mais aguardado e popular evento de promoções e descontos que se tem notícia: a Black Friday. Com sua primeira aparição por aqui em 2010, o evento, no entanto, tem sido alvo de críticas desde sempre e causado dores de cabeça a lojistas e consumidores. Mesmo assim, para este ano, o evento, que acontecerá no dia 29 de novembro, deve ser o responsável por um aumento de 60% no volume de vendas do comércio eletrônico nacional. A previsão foi feita pela E-bit, empresa especializada em informações do setor, e noticiada pela Info Exame.

De acordo com a E-bit, pelo menos R$ 390 milhões devem ser movimentados pela Black Friday para o varejo digital este ano, o que representa um aumento de 60% em comparação aos R$ 243,8 milhões do ano passado.

Estima-se ainda que um milhão de pedidos sejam feitos online somente na última sexta-feira do mês e que as categorias de "Informática", "Eletrônicos" e "Eletrodomésticos" devem ser as principais responsáveis por isso. Os descontos nos produtos devem chegar a até 70%.

Entre os consumidores, há uma torcida de longa data para que haja infraestrutura suficiente e que aguente a demanda do dia, além do desejo de que estes descontos não estejam maquiados. A E-bit, no entanto, alega que o setor de varejo online já vem se preparando para a data há algum tempo, reforçando suas operações e negociando condições com os fabricantes e distribuidores.

Apesar da promessa, nunca é demais dizer aos consumidores que fiquem atentos, pesquisem os preços antes da Black Friday e façam seu próprio comparativo de preços para verificar se realmente vale a pena adquirir o produto que se tem em vista.