Black Friday Brasil 2014 movimentou R$ 1,3 bilhão no e-commerce e cresceu 71%

Por Redação | 01 de Dezembro de 2014 às 12h26

Embora a edição deste ano da Black Friday Brasil tenha tido as mesmas reclamações dos anos anteriores, o mesmo não pode ser dito do faturamento. De acordo com dados da consultora Conversion, especializada em internet e otimização, o evento da última sexta-feira (28) registrou um recorde de vendas e movimentou R$ 1,3 bilhão no comércio eletrônico nacional. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

O valor foi arrecadado em um único dia e representa um aumento de 71% em relação à edição de 2013. No levantamento estão também lojas que não participaram nominalmente da data de promoções - estas registraram um aumento médio de 31% nas vendas em comparação com o ano passado. Além disso, o relatório destaca que a edição deste ano teve uma participação mais agressiva das lojas físicas, que divulgaram o evento em anúncios e vitrines para conseguir mais consumidores.

Segundo a Conversion, os resultados alcançados neste ano mostram que a Black Friday está se consagrando como uma nova data para consumo no Brasil, já que dezenas de grandes redes varejistas têm aderido ao evento. A expectativa é de que a edição de 2015 registre um novo recorde de vendas e ultrapasse a marca de R$ 2 bilhões no e-commerce.

Queixas

Assim como em edições passadas, a Black Friday Brasil 2014 foi marcada por diversas reclamações, sendo a maioria relacionada a instabilidades nos sites, falta de opções de pagamento (como boletos bancários), cobrança de frete caro, itens indisponíveis ou os famosos produtos vendidos pela "metade do dobro".

O Procon-SP fez um plantão especial para atender aos consumidores, que registraram mais de 700 pedidos de insatisfação até o começo da noite do dia 28 de novembro na capital paulista. O portal Reclame Aqui recebeu mais de 5 mil queixas de clientes com os temas citados anteriormente.

Segundo o G1, levanto em consideração apenas os e-mails recebidos pelo site especial do Reclame Aqui, ao todo o evento deste ano recebeu 12 mil reclamações - no ano passado, o volume de queixas foi de 8,6 mil, 6,2% a mais do que em 2012. O acesso do hotsite teve média de 6 mil visitas por instante e picos que chegaram a 12 mil pessoas ao mesmo tempo, totalizando 1,3 milhão de acessos. Durante a madrugada de sexta-feira para sábado, muitos sites ficaram fora do ar devido ao grande número de acessos, mas desde a parte da manhã diversos usuários relataram problemas de acesso.

A loja que terminou na liderança do ranking de reclamações foi a Americanas.com, com 1.828 queixas. Em segundo lugar vem o Submarino (1.351) e em terceiro a Saraiva (1.073). Os dados são desta segunda-feira (1).

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.