Conheça os 10 tablets mais interessantes de 2015

Por Pedro Cipoli RSS

Não tivemos tantos lançamentos de tablets em 2015, pelo menos não com o mesmo foco de fabricantes como aconteceu com os smartphones, mas, dos modelos que foram anunciados no Brasil, temos alguns que merecem destaque. Tivemos que incluir alguns modelos anunciados em 2014, já que houve lançamentos de empresas nacionais, mas não tivemos coragem de inclui-los na lista depois de alguns poucos minutos brincando com eles em lojas físicas (algo que recomendamos sempre antes de comprar).

Na listagem abaixo, estão as 3 principais plataformas atuais, indo dos iPads e Android (estes praticamente dominados pela Samsung), bem como modelos com Windows que trazem uma proposta mais produtiva, já que são compatíveis com todos os programas usados em PCs.

Apple iPad Pro

  • Sistema: iOS
  • Chip: Apple A9X
  • Armazenamento: 32/128 GB
  • Preço: a partir de R$ 7.299

10 tablets

O iPad Pro não é somente o tablet mais caro da Apple, mas o tablet mais caro de uma forma geral. Isso não diminui o fato desse gigante de 12,9 polegadas ser realmente interessante, pois, além de extremamente poderoso e recheado de memória RAM (4 GB), ele se propõe a ser, ao mesmo tempo, um tablet, um netbook e uma poderosa ferramenta para ilustradores, com uma parceria fortíssima da Apple com a Adobe. Quer dizer, isso se você comprar os acessórios extras, o Apple Pencil (R$ 849) e o Smart Keyboard (R$ 1.299).

Ele chegou como uma terceira geração do iPad Air, já que uma terceira geração não foi anunciada, mantendo a “tradição” de ser o dispositivo com iOS mais poderoso do mercado. Vale a pena encarar o preço para adquirir um dos melhores tablets do mercado. É uma questão de profundidade de bolso, mas é difícil não considerá-lo um dos melhores produtos do segmento em 2015.

Apple iPad mini 4

  • Sistema: iOS
  • Chip: Apple A8
  • Armazenamento: 16/64/128 GB
  • Preço: a partir de R$ 3.249

10 tablets

Anunciado silenciosamente neste ano, o iPad mini 4 é basicamente uma atualização de hardware das versões anteriores mantendo o Touch ID, sendo uma excelente opção para quem gosta do iOS e acha os iPads grandes demais (tanto os Air quanto o iPad Pro). Mesmo trazendo o mesmo processador do iPad Air 2, anunciado em 2014, desempenho não é um problema, já que o mini 4 é capaz de rodar qualquer app ou jogo da App Store com resolução Retina sem problemas.

Para nós é uma incógnita o motivo de a Apple cobrar R$ 1.050 pelas versões com modem 4G (modenzinho caro esse, hein?). Mas ainda bem que é opcional. Vale lembrar que a Apple ainda comercializa o iPad mini 2 no Brasil, com chip Apple A7 e sem Touch ID, mas mantendo a mesma tela Retina de 7,9 polegadas por um preço mais, digamos, “acessível”, considerando os preços praticados pela empresa.

Samsung Galaxy Tab A 

  • Sistema: Android 5.0 (com TouchWiz)
  • Chip: Quad-core de 1,2 GHz
  • Armazenamento: 16 GB (+ suporte para cartões microSD de até 128 GB)
  • Preço: R$ 1.150 (em média)

10 tablets

Voltando para preços mais realistas, temos o Galaxy Tab A, que tem versões Wi-Fi e 4G. A proposta dele é semelhante à linha Galaxy A de smartphones, vários deles já analisados aqui no Canaltech, com uma construção em metal de altíssima qualidade com preço mais acessível, considerando os valores praticados pela Samsung no segmento top de linha. Ao contrário dos smartphones, a tela é TFT, não AMOLED, e tem uma densidade de pixels abaixo do que esperávamos, o que faz parte do sacrifício feito pela Samsung para oferecer um preço mais baixo.

Um diferencial importante, porém, é que ele vem com uma caneta Stylus por padrão, à lá Galaxy Note, trazendo também os apps otimizados da Samsung pré-instalados. Considerando o preço médio no mercado, ele até que é bastante equilibrado, com uma configuração simples, mas capaz de atender quem busca um modelo de qualidade e de uma marca reconhecida sem ter que investir muito alto.

Samsung Galaxy Tab E 9.6 3G

  • Sistema: Android 4.4 (com TouchWiz)
  • Chip: Spreadtum quad-core
  • Armazenamento: 8 GB (+ suporte para cartões microSD de até 128 GB)
  • Preço: R$ 700 (em média)

10 tablets

Indo para uma linha mais básica, há o Galaxy Tab E 9,6, tablet de tela grande da linha mais básica da Samsung. Há alguns comprometimentos que o usuário tem que fazer aqui, mas, considerando o conjunto, o custo-benefício é interessante para quem faz questão de um modelo maior e quer gastar o mínimo possível - e, novamente, faz questão de uma marca reconhecida pela qualidade. O chipset é pouco conhecido, mas, em teoria, é capaz de oferecer uma experiência de uso similar ao Snapdragon 400.

Esse não é o maior comprometimento aqui, porém. Há três limitações que o usuário deve ter em mente na hora de adquiri-lo. É o caso da tela, por exemplo, que é bastante básica para os padrões atuais. Ainda assim, é aceitável, passando bem longe dos modelos de baixo custo. O segundo comprometimento é a memória interna, 8 GB, que exige uma certa cautela na hora de instalar apps muito grandes. O terceiro é o Android desatualizado (4.4 KitKat), que dificilmente será atualizado pela Samsung.

Samsung Galaxy Tab S2

  • Sistema: Android 5.0 (com TouchWiz)
  • Chip: Exynos Octa-Core
  • Armazenamento: 32 GB (+ suporte para cartões microSD de até 128 GB)
  • Preço: R$ 2.500 (em média)

10 tablets

Um dos melhores tablets com Android que o usuário pode comprar no Brasil, sendo um concorrente de peso para o iPad Air 2 e oferecendo o que a Samsung tem de melhor para quem estiver disposto a encarar um preço mais alto. Da tela Super AMOLED com 2.048 x 1.536 pixels de resolução até a configuração digna de um excelente tablet com Android, é difícil encontrar um problema realmente importante no Tab S2, sendo a opção ideal para quem busca a melhor experiência possível com o Android.

Até o armazenamento interno de 32 GB foi um ponto onde a Samsung acertou, já que os usuários costumam instalar apps maiores nos tablets, além de suportar cartões microSD de até 128 GB para fotos, músicas e vídeos. A câmera é outro ponto de destaque, com abertura de f1.9 e qualidade não tão longe dos smartphones mais avançados da marca; também há um sensor de impressões digitais e capacidade de lidar muito bem com apps abertos em duas janelas. 

Samsung Galaxy Tab 4 Active

  • Sistema: Android 4.4 (com TouchWiz modificada)
  • Chip: Quad-core de 1,2 GHz
  • Armazenamento: 16 GB (+ suporte para cartões microSD de até 64 GB)
  • Preço: R$ 2.000 (em média)

10 tablets

Ainda que as configurações do Tab Active possam não parecer tão interessantes - afinal, ele tem tela básica (TFT 1.280 x 800 pixels de resolução), chip básico e Android desatualizado (até o momento sem atualizações) -, ele não deixa de ser uma opção interessante para dois públicos diferentes. O primeiro deles é o corporativo, já que o gadget foi criado especificamente para esse mercado, trazendo ferramentas de segurança embutidas (como o KNOX) e quase ausência de bloatwares (o que é uma novidade para os modelos da Samsung).

O segundo é o próprio usuário final, especialmente os mais desastrados. A estrutura mais resistente e à prova d'água, ainda mais com a capa de proteção inclusa e a caneta capacitiva que também recebeu uma estrutura mais forte. Mesmo custando um pouco mais caro do que a média para a sua configuração, ele pode até ser um investimento para os descuidados, algo que comprovamos aqui no Canaltech quando o recebemos para testes.

Samsung Galaxy Tab Pro 8.4

  • Sistema: Android 4.4 (com TouchWiz)
  • Chip: Snapdragon 800
  • Armazenamento: 16 GB (+ suporte para cartões microSD de até 64 GB)
  • Preço: R$ 700 (em média)

10 tablets

Pegando um DeLorean de volta para 2014, temos o Galaxy Tab Pro 8.4 como uma excelente opção, mesmo atualmente. Aliás, mesmo em 2014 ele chegou sem muito alarde, algo que não entendemos, já que, considerando o preço atual e de lançamento, ele tem características excelentes para boa parte do público. Começando pela tela, que apesar de ser TFT é de altíssima qualidade e tem a excelente resolução Quad-HD 16:10 (2.560 x 1.600 pixels), o que resulta em uma densidade de pixels de 356 pontos por polegada quadrada.

Por baixo do capô, o chip Snapdragon 800 consegue oferecer um excelente desempenho mesmo em resoluções mais altas e ainda tem poder de fogo para rodar uma boa quantidade de apps e jogos. Mesmo depois de um ano, ele continua sendo uma excelente opção, batendo muitos lançamentos recentes em praticamente todos os quesitos, em especial pela sua queda de preço.

LG G Pad V480

  • Sistema: Android 4.4 (com LG UX)
  • Chip: Snapdragon 400
  • Armazenamento: 16 GB (+ suporte para cartões microSD de até 64 GB)
  • Preço: R$ 600 (em média)

10 tablets

Ainda falando de modelos de 2014, temos o G Pad V480 como o tablet mais acessível da lista, oferecendo uma configuração básica, mas ainda capaz de atender bem o usuário mesmo atualmente. Um dos pontos de destaque aqui é a tela, um dos pontos onde os modelos da LG se destacam mesmo nos segmentos inferiores, e o fato de que o Android pode ser atualizado para a versão 5.0 Lollipop, sendo um dos poucos modelos da lista que não foi esquecido pelo fabricante.

Lenovo ThinkPad 8

  • Sistema: Windows x86
  • Chip: Intel Atom Z3770MB quad-core
  • Armazenamento: 64 GB (+ suporte para cartões microSD de até 64 GB)
  • Preço: R$ 800 (em média)

10 tablets

Saindo dos principais sistemas móveis e entrando no território dos modelos com Windows, o ThinkPad 8 é um ilustre desconhecido, já que oferece uma configuração mais do que suficiente para uma excelente experiência de uso e, de quebra, oferecendo 64 GB de SSD tanto na versão Wi-Fi quanto 4G LTE, um bom ponto de partida (sério, 32 GB para o Windows é muito pouco. Ignore os modelos que trazem somente isso).

A tela é outro ponto de destaque, com resolução de 1.920 x 1.200 pixels e tecnologia IPS, resultando em uma boa densidade de pixels com o recurso de escala do Windows ativo. Por contar com saídas USB e HDMI (via adaptadores), é possível integrar teclado e mouse com um monitor externo e usar o ThinkPad como um desktop convencional. A experiência de uso será sim um pouco limitada, mas é um extra interessante que pode chamar a atenção.

Dell Venue 11 Pro

  • Sistema: Windows
  • Chip: Intel Atom Z3770
  • Armazenamento: 64 GB (+ suporte para cartões microSD de até 64 GB)
  • Preço: a partir de R$ 995

10 tablets

Para fechar a lista, temos o Venue 11 Pro da Dell, que se propõe a ser um híbrido entre tablet e notebook, com um teclado físico vendido separadamente. Um dos pontos fortes é a quantidade de acessórios desenvolvidos exclusivamente para ele, transformando-o em um notebook completo (netbook seria uma expressão mais precisa). Com uma caneta Stylus, o aparelho se torna uma poderosa ferramenta para ilustradores, já que, por ser o mesmo Windows usado em PCs, ele é compatível com todos os programas da Adobe, Corel e AutoDesk.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome