Como melhorar o posicionamento do seu site no Google

Por Joyce Macedo RSS

Google pesquisa

Não há muitos atalhos quando o assunto é melhorar o posicionamento do seu site no Google. No entanto, "agradar" o mecanismo de busca do gigante da internet não é uma tarefa das mais difíceis. Códigos limpos, simplicidade e um design pensado tanto para os seres humanos quanto para os computadores são fundamentais.

Se você ainda não entende a importância de estar no topo do Google, saiba que as posições iniciais dos resultados de pesquisas são as que os usuários mais visualizam, clicam e interagem. Um bom posicionamento pode fazer toda a diferença na hora de aumentar o número de visitas do seu site.

Confira algumas dicas que podem ajudá-lo a melhorar a relação do seu site com o mecanismo de busca do Google. Aqui você vai descobrir como a ferramenta enxerga o seu site e como você pode torná-lo mais atraente.

1. Programando seu site

Na hora de programar seu site, dê atenção às chamadas Heading Tags (H1 – H6), tags usadas na estrutura e organização de uma página web. Elas ajudam a criar uma estrutura mais clara, além de melhorar e facilitar a navegação dos usuários e o entendimento dos motores de busca. 

Uma boa dica é pensar bem na tag H1. Isto porque o Google trata qualquer texto em uma tag h1 como um título primário. Em outras palavras, ele a utiliza para determinar o principal assunto abordado em uma página, uma vez que o título de uma página tende a definir seu conteúdo. 

Já as demais tags (h2, h3, h4, etc) geralmente são utilizadas como subtítulos de uma página web. No SEO (Search Engine Optimization), nome dado ao conjunto de técnicas que têm como principal objetivo tornar os sites mais amigáveis para os sistemas de busca online, elas podem ser utilizadas para incluir palavras-chave complementares e/ou títulos secundários.

É importante ressaltar que cada página deve conter apenas uma h1 e que a hierarquia das heading tags deve sempre ser respeitada. A estrutura geral do site também deve seguir o exemplo destas tags, com pelo menos um link para cada página, a confirmação de que o robots.txt não bloqueie páginas importantes de seu site, e assim por diante

2. Mapa do site

Você pode ajudar os robôs do Google a encontrar mais páginas do seu site fornecendo-lhes um mapa. Para isto, o gigante da web (e outros motores de busca) possuem um mecanismo para que os webmasters submetam o conteúdo de seus sites, chamado Sitemap, no formato XML. Este arquivo lista todo o seu conteúdo e quantas vezes ele foi atualizado. 

O Sitemap.xml é escrito seguindo alguns padrões, regras e códigos específicos que permitem que o buscador encontre as páginas dentro de um site. O Google recomenda criar Sitemaps com no máximo 50.000 URLs.

Para criar um Sitemap, os webmasters podem optar por fazê-lo manualmente, inserindo URL por URL, usar aplicativos que criam automaticamente arquivos sitemap.xml, ou ainda apelar para ferramentas online de geração de sistemas. Quando o arquivo estiver pronto, ele deve ser colocado, preferencialmente, no diretório principal do site e, em seguida, o Google deve ser informado sobre sua localização e seu nome por meio do Google Webmaster Tools ou do robots.txt.

3. URL amigável

A URL é um ponto muito importante tanto para os buscadores quanto para os usuários. Você não pode deixar de dar atenção à essa informação, uma vez que ela é um dos fatores de ranqueamento mais importantes do SEO.

Procure criar URLs com nomes intuitivos, diretos e com a palavra-chave relacionadas àquela página. Por exemplo, se a sua palavra-chave é "restaurante italiano sp", você pode adotar a URL "http://www.dominio.com.br/restaurante-italiano-sp" ao invés de apenas "http://www.dominio.com.br/restaurante".

Lembre-se sempre que toda URL deve ser facilmente lida pelos usuários e também pelos motores de busca.

4. Link building

Essa estratégia consiste em fazer com que outros sites incorporem links para as suas páginas. Basicamente, o Google entende que se as pessoas estão direcionando seus visitantes para um site de terceiros, quer dizer que o conteúdo indicado é relevante e confiável. Logo, a reputação e a autoridade de um site também são avaliadas pelos links que ele recebe.

No entanto, não basta sair por aí pedindo que as pessoas divulguem o seu site para que ele comece a subir no ranking do Google. A empresa não é nada boba, afinal ela não avalia apenas a quantidade de links, mas também a sua qualidade. Portanto, para criar uma estratégia eficiente de link building é preciso certa dedicação.

Tenha em mente que o Google avalia um link de acordo com diversos fatores, entre eles o contexto em que ele aparece e seu conteúdo. Sendo assim, é importante que o link para o seu site apareça em páginas que realmente têm importância para o seu negócio. 

Uma boa dica é criar um conteúdo relevante para os leitores do seu segmento e fazer uma divulgação direcionada para sites e blogs que tratam do assunto, solicitando que o direcionamento seja feito para a fonte original: seu site.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome