Cinco sinais de que está na hora de trocar o computador

Por Colaborador externo

por Carlos Augusto Buarque*

O computador nunca foi tão acessível ao brasileiro. Uma classe C emergente, apoiada por iniciativas públicas, está adquirindo o primeiro computador e experimentando a inclusão digital. Paralelamente, temos mais de 10 milhões de máquinas já instaladas no Brasil com mais de quatro anos de uso – são computadores com tecnologias defasadas, que não entregam a experiência que o usuário deseja.

Felizmente para quem está insatisfeito com o seu computador antigo, o momento para adquirir um novo equipamento é melhor do que nunca. Enquanto a inflação oficial no país nos últimos dez anos foi de 81,05% os computadores tiveram uma queda de mais de 61% no preço médio. Ou seja, vivemos um período de baixa na história do preço dos equipamentos.

Mas como saber se está mesmo na hora de trocar o PC? Podemos indicar cinco “sintomas” de que seu computador está precisando de uma aposentadoria:

  1. A Síndrome da Ampulheta: O computador existe para deixar a nossa vida mais fácil e mais produtiva, e não para gerar stress. Uma pesquisa da Intel mostrou que pessoas estressadas com o computador adquirem hábitos pouco saudáveis como gritar com o computador e bater no mouse ou na tela. Se você passa muito tempo esperando o seu computador responder, está na hora de renovar. Computador não deve ser motivo de frustração.
  2. Disfunção Motora Causada por Fios: Cada vez mais, os usuários querem liberdade de levar o PC para todos os lados. Computadores móveis – sejam notebooks, Ultrabooks, ou modelos 2 em 1 (que assumem funções de notebook e de tablet) entregam uma experiência de liberdade para quem quer se conectar a qualquer hora, de qualquer lugar. Os modelos mais modernos entregam duração de bateria que chegam a até nove horas longe de uma tomada, capaz de aguentar um dia inteiro de trabalho e diversão.
  3. Digipocondria: Computadores que passam mais tempo na manutenção do que resolvendo os problemas dos usuários sofrem um tipo particular de hipocondria, ou excesso de necessidade de reparos. Computadores com mais de 3 anos de idade tem uma probabilidade muito maior de apresentar problemas de hardware e brechas de segurança, além de gastarem muito mais energia elétrica.
  4. Distúrbio do Sistema Operacional Antigo: Em abril de 2014 deixará de existir o sistema operacional Windows* XP. Isto significa que não haverá mais patches de segurança, nem suporte técnico da Microsoft. Por outro lado, novos sistemas operacionais como o Windows 8 estão entregando uma experiência diferenciada e suporte aos mais modernos recursos tecnológicos. Quem vai atualizar o sistema operacional ganha atualizando todo o equipamento.
  5. Transtorno da Interface Arcaica: Interfaces de toque já são realidade, e recursos de reconhecimentos de voz e gestos estão chegando ao mercado. Quem tem uma máquina com mais de quatro anos de idade é refém das interfaces tradicionais, e perde toda uma nova experiência que está rapidamente mudando a foram como interagimos com a tecnologia. Quem quiser entrar com o pé direito nas interfaces do futuro precisa colocar a máquina em dia.

Qualquer um desses sintomas é um sinal de alerta de que você não está aproveitando tudo o que o PC pode lhe oferecer, diminuindo a qualidade da sua vida digital. Aproveite o bom momento dos preços dos computadores e abrace as novas tecnologias, e as experiências fascinantes que elas oferecem.

* Carlos Augusto Buarque é Gerente de Marketing da Intel Brasil