AMD anuncia processadores de até 32 núcleos e bate de frente com a Intel

Por Redação | 21 de Junho de 2017 às 15h27

A AMD anunciou nesta semana sua nova família de chips para servidores. Batizados oficialmente de Epyc, os componentes chegam com foco em escalabilidade e performance, além de sistemas de controle do consumo de energia, de forma a garantir que os data centers funcionem de maneira otimizada.

Todos os produtos da nova linha têm oito canais de memória DDR4, chipset integrado e 128 pistas PCIe. As variações entram em jogo para trazer mais memória e poder de processamento, com variações que vão desde oito até 32 núcleos e preços que variam dos US$ 400 a US$ 4.000.

Em sua opção mais potente, o Epyc 7601, a AMD promete um desempenho de 47% a 75% maior que o E5-2699A v4, da Intel, sua principal concorrente nesse segmento. Isso também se aplica ao consumo de energia, com um componente mais econômico que o da rival, e uma criptografia completa, garantindo segurança caso sejam necessárias alterações nas aplicações em funcionamento.

Atacar a Intel, inclusive, é um dos focos da AMD com seus lançamentos para servidores. A companhia sabe que a concorrente tem nada menos do que 99% do mercado de data centers, mas deseja encarar todo esse domínio apostando em chips poderosos e de alta escalabilidade, que possam ser moldados de acordo com as necessidades de cada cliente em termos de performance.

Parcerias com empresas de renome, como Baidu, Dell, Microsoft e HPE também foram anunciadas, com dispositivos a serem lançados em breve no mercado e, também, criação de um ecossistema de produtos para os clientes. Originalmente, a família Epyc era conhecida como Naples, e os rumores de um foco pronunciado no mercado de servidores já rodavam há algum tempo.

Para a empresa, a chegada dos processadores representa uma nova fase. Por mais que a nova linha seja o grande lançamento no qual a AMD vai trabalhar atualmente, ela já confirmou o desenvolvimento de sucessores, com codinomes Rome e Milan, que devem chegar daqui até 2020. A notícia também serve para mostrar que a fabricante está comprometida com esse mercado e, principalmente, realizando grandes investimentos para continuar nele e fazer frente à Intel.

Fonte: AMD

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.