Cursos grátis para quem quer começar a programar - ou ajudam a obter um emprego

Por Rui Maciel | 21 de Maio de 2021 às 08h00
Divulgação

Começar a carreira no mundo da Tecnologia exige investimentos que muitas pessoas, infelizmente, não têm condições de fazer, seja no ensino superior ou em instituições especializadas. Para tentar resolver uma parte do problema, algumas escolas de programação oferecem uma modalidade em que o aluno só paga o curso quando estiver empregado. Outras financiam o programa e o estudante vai pagando em parcelas suaves enquanto se especializa. Mas, ainda assim, esse formato não é para todos - já que cada um tem uma realidade diferente.

Felizmente, há opções para começar a carreira no mundo da Tecnologia sem ter de pagar nada. Isso porque já existem escolas e empresas que oferecem cursos gratuitos e que permitem aos interessados dar os primeiros passos, como, por exemplo, aprender a programar nas linguagens mais demandadas pelo mercado.

Ainda que eles sejam mais básicos que as versões pagas, esses cursos são uma introdução para quem quer explorar o universo da TI. Logo, confira abaixo quatro deles: dois voltados aos iniciantes e outros dois para quem já possui algum tipo de experiência em programação:

Para iniciantes

Kenzie Academy Brasil

Pelo oitavo ano consecutivo, o JavaScript liderou o ranking mundial no relatório Developer Survey, da Stack Overflow, como a linguagem mais usada no mundo (67,7%), em 2020, além de ser a segunda colocada quanto ao interesse das pessoas em aprendê-la (18,5%) no mundo inteiro. E para atrair aqueles querem aprender a programar nessa linguagem, mesmo sem conhecimento prévio, a escola de programação Kenzie Academy Brasil promove entre os dias 24 e 28 de maio, a Semana da Programação Web: Edição JavaScript - totalmente online e gratuito

Com 30 mil vagas disponíveis, o curso introdutório abordará os primeiros passos para o contato com a programação web, apresentando os conceitos básicos de HTML e CSS. Assim, será fácil entender como a internet funciona e aplicar os principais fundamentos e técnicas do JavaScript para avançar com o aprendizado, na prática, de programar e desenvolver o primeiro projeto de forma profissional.

Serão cinco dias de aulas ao vivo, a partir das 19h, somando 10 horas de conteúdo inédito. Os alunos terão suporte, em tempo real, para esclarecer todas as dúvidas durante o curso, participação em uma comunidade restrita no Slack para interação com outros integrantes e uma plataforma exclusiva com conteúdos, exercícios, dados de mercado e até troca de pontos por brindes. A presença nas cinco lives e entrega do projeto com pontos na plataforma de ensino garantem à pessoa inscrita um certificado de conclusão.

Para finalizar, assim como na edição anterior, a edtech mantém uma jornada especial para as mulheres que querem ingressar na área de tecnologia, que terão acesso a um grupo exclusivo. Neste canal, programadoras e profissionais que já atuam na área compartilham, por meio de conteúdos inéditos, experiências reais e pessoais sobre o mercado e a carreira tech.

As inscrições podem ser feitas na página especial do programa.

KingHost

Empresa especializada no desenvolvimento de soluções digitais, a KingHost lança a 3ª edição do projeto Diversa, destinada a mulheres que pretendem trabalhar na área de TI. Todas as aulas serão online e ministradas por colaboradores da companhia e que passarão diversos conteúdos e treinamentos para agregar no desenvolvimento profissional.

Com cinco semanas de conteúdo, as palestras são voltadas exclusivamente para o público feminino com interesse em ingressar no mercado de TI ou que já tenham um contato inicial com a área. Entre os temas estarão hospedagem de sites, banco de dados SQL, redes, HTML, CSS, programação, entre outros assuntos de tecnologia.

O acesso ao conhecimento e a simplificação da tecnologia são essenciais para atrair novos talentos. Em edições anteriores, o projeto Diversa já teve foco em pessoas negras, pessoas com mais de 50 anos. Além disso, as colaboradoras de TI da KingHost são as responsáveis em ministrar as aulas, em um ambiente bem unido e com bastante conhecimento.

O curso terá início no dia 25 de maio e vai até 24 de junho. Para participar, é necessário preencher o formulário de inscrição, clicando aqui. A confirmação será feita por e-mail, com o envio do link de acesso à sala virtual onde o evento acontecerá. Ao final das aulas, será entregue o certificado para todas as participantes.

Para quem é junior ou trainee

Itaú Unibanco

Esse curso gratuito é voltado para quem já tem algum conhecimento na área de programação, mas pode ser bastante útil. O Itaú Unibanco abriu as inscrições para o Bootcamp Itaú Devs. O programa quer alavancar a carreira de analistas juniores de todo o Brasil, além de encontrar talentos para a área de Tecnologia do banco. A cada mês, aproximadamente 40 candidatos serão capacitados para a formação de uma nova turma, e, até o fim do ano, mais de 200 vagas serão preenchidas por pessoas que desejam trabalhar como desenvolvedores back-end.

Para participar do Bootcamp Itaú Devs é preciso ser maior de 18 anos, ter disponibilidade para trabalhar em tempo integral (8 horas diárias), possuir conhecimento em GIT e SQL e já ter realizado algum projeto, profissionalmente ou não, utilizando pelo menos uma das tecnologias mencionadas.

Além de informações técnicas, o programa oferecerá conteúdo comportamental para desenvolver habilidades essenciais na atuação profissional, com foco em comunicação, criatividade e resolução de problemas – tudo online, com a supervisão de monitores via lives e webinars.

As inscrições podem ser feitas no hotsite especial do programa, clicando aqui. Elas vão até 4 de junho, com início da primeira turma previsto para 12 de julho.

Qintess

Empresa especializada em transformação de negócios com o uso da Tecnologia, a Qintess em parceria com a mesttra, especializada no apoio às empresas para criação de oportunidades de inclusão e aceleração, e a Vale do Dendê, organização social criada para fomentar ecossistemas de inovação e diversidade, estão se unindo para acelerar o programa Qintess Novos Mundos, voltado a treinamentos para a formação de talentos em tecnologia com viés de inclusão e diversidade.

Além disso, elas anunciam a Academia QADS, para a formação de profissionais e estudantes em ciências de dados, área que carece de profissionais especializados no País. As três parceiras irão trabalhar para ultrapassar a meta de incluir 2 mil jovens no setor de tecnologia e ajudar empresas a formarem seus times de colaboradores em áreas voltadas à inovação.

Outro pilar de atuação da plataforma é a Academia de Talentos, que já ofertou 300 horas de aprendizado técnico on-line, com bolsa-auxílio para o desenvolvimento de habilidades técnicas e soft skills. Para se ter uma ideia, 70% destes jovens já estão atuando profissionalmente em projetos. Voltado ao segmento corporativo e com 450 horas de conteúdo, a Qeep Moving se concentra na formação de desenvolvedores de software e foi iniciada com os próprios colaboradores da Qintess, com o objetivo possibilitar a transição na carreira.

A Qintess Novos Mundos tem em sua plataforma, quatro pilares diferentes de atuação. A Academia QADS vai formar 50 profissionais e estudantes com alguma experiência em ciências da computação, por ser uma disciplina mais avançada com 350 horas de curso. Já a Academia Service Desk tem o objetivo de promover inclusão de jovens e pessoas da diversidade no mercado formal. O treinamento já soma mais de 100 horas de conteúdo ofertado. Nele, são ensinadas as atividades de service desk (suporte de TI), uma das portas de entrada para a tecnologia. Hoje, 95% dos alunos seguem adquirindo novos aprendizados na área.

Para conhecer mais sobre o programa Qintess Novos Mundos), clique aqui. E para se inscrever nos cursos de capacitação em Ciência de Dados (Academia QADS), clique neste link.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.