SpaceX estaria cogitando sabotagem como causa da explosão do Falcon 9

Por Redação | 05 de Outubro de 2016 às 09h43

O mais recente rumor sobre a causa que poderia ter levado o foguete Falcon 9 a explodir durante testes nos Estados Unidos, em 1º de setembro, indica que esta pode ter sido mais do que uma falha técnica aleatória. Até então, a última especulação resultante de uma investigação realizada pela SpaceX em parceria com a NASA, veio da descoberta de uma brecha no sistema de hélio criogênico do foguete, a qual acreditava-se que seria a causa provável da explosão.

De acordo com o Washington Post, agora a SpaceX está considerando a possibilidade de sabotagem. Funcionários da indústria falaram sob condição de anonimato ao jornal americano que a SpaceX estava dando seguimento a “algo suspeito”, visto ao analisar o vídeo da explosão: uma sombra estranha e uma mancha branca na cobertura do edifício da United Launch Alliance (ULA), um consórcio concorrente de foguetes, que fica a aproximadamente 1,5 km da plataforma de lançamento.

Um funcionário da SpaceX recentemente solicitou acesso à cobertura do prédio em questão, mas teve o pedido negado pela ULA, que então, preferiu notificar a Força Aérea americana para investigar o fato. Após análise, os oficiais não encontraram nenhuma evidência envolvendo a explosão de setembro.

Em comunicado, a SpaceX afirmou que não irá comentar sobre qualquer causa específica em potencial até que a investigação seja concluída. “Uma análise preliminar dos dados e detritos sugere uma brecha no sistema de hélio da segunda etapa, mas a causa dessa brecha ainda é desconhecida. Procuramos todos os dados disponíveis para sustentar a investigação em tempo hábil após a anomalia, como esperado para qualquer investigação responsável.”

A justificativa da SpaceX, no entanto, não impediu a internet de oferecer suas próprias teorias da conspiração, incluindo que talvez um cara com um rifle disparou no foguete a 1,5 km de distância. Elon Musk disse que a empresa dele estava tentando descobrir a origem de um “som de estouro mais silencioso” alguns segundos antes de o foguete virar uma bola de fogo.

E você? Acredita que pode realmente se tratar de uma teoria da conspiração ou se trata apenas de um acidente não resolvido? Veja o vídeo do incidente:

Fonte: Gizmodo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.