Sonda espacial Rosetta terminará sua missão tentando pousar em um cometa

Por Redação | 01.07.2016 às 15:06

A sonda espacial Rosetta, lançada em março de 2004, vai terminar sua jornada no próximo dia 30 de setembro, quando tentará pousar no asteroide 67P/Churyumov-Gerasimenko, que estudou durante os dois últimos anos. A Agência Espacial Europeia (ESA) tomou a decisão depois de concluir que a sonda, já próxima de Júpiter, não poderá receber energia suficiente do Sol para continuar suas atividades.

A Rosetta foi posta em hibernação por 31 meses em 2011, durante sua aproximação com o cometa, mas uma nova fase de dormência não surtirá muito efeito. Primeiro, pela distância com o Sol, da ordem de 850 milhões de quilômetros, e, depois, pela idade da sonda. Para a Agência Espacial Europeia, está na hora de aposentá-la.

Até agora, a aeronave enviou várias imagens e fez descobertas surpreendentes, como o fato da poeira liberada pelo asteroide conter glicina, um aminoácido codificado pelo código genético e, portanto, um dos componentes das proteínas dos seres vivos. Segundo os cientistas da Agência, há material para anos de estudo nos dados coletados pela Rosetta.

Em agosto, a sonda vai começar a tomar posição para a descida no 67P e, nas seis semanas que precedem 30 de setembro, dará as últimas voltas na órbita do cometa, para, no fim, enviar imagens em alta resolução e outros dados do alvo.

Vale lembrar que o módulo de aterragem da Rosetta, o Philae, foi o primeiro a pousar com sucesso em um cometa, em 12 de novembro de 2014.

Com informações do SlashGear.