Que tal usar o Airbnb para se hospedar em uma casa no formato de um beagle?

Por Nathan Vieira | 20 de Agosto de 2019 às 09h57
Airbnb
Tudo sobre

Airbnb

Saiba tudo sobre Airbnb

Ver mais

Se você é fã de cachorros, a Dog Bark Park Inn B & B é perfeita para você se hospedar. Trata-se de uma casa situada em Cottonwood, Idaho (Estados Unidos), que tem o formato de um beagle gigante. Ela foi inaugurada em 2003 pelos artistas Dennis Sullivan e Frances Conklin e pode ser reservada pelo Airbnb por US$ 132 (o equivalente a R$ 533) a diária. Mas não a subestime, pois a casa já está reservada até 17 de abril de 2020.

Na descrição da hospedagem, no Airbnb, consta: "Fique hospedado em um cão gigante. Isso mesmo, é uma pousada em forma de beagle. Estar nesta casa de cachorro é uma coisa boa e confortável".

Pequenos cachorros de madeira são as principais lembranças da lojinha da pousada (Foto: Airbnb)

Um aspecto interessante dessa pousada é que ela não é apenas um "cachorro gigante", mas sim o maior beagle do mundo. Inicialmente, Dennis Sullivan e Frances Conklin construíram juntos um beagle de 3,6 metros chamado Toby. Isso aconteceu lá nos anos 90. Mas foi em 2003 que decidiram construir um beagle maior, com aproximadamente 9 metros de altura. Depois de ver o número expressivo de turistas que a construção atraiu, o casal decidiu abrir a casa para hospedagem.

É válido observar que a casa acomoda quatro pessoas e possui dois quartos: um deles fica na barriga do cachorro, enquanto a cabeça tem um loft. A decoração é toda temática de beagle, com várias miniaturas da raça espalhadas pelas paredes. Na parte traseira do beagle, há um banheiro. Os hóspedes também podem trazer o próprio cachorro para a propriedade, desde que ele se dê bem com outros cães, já que há um golden retriever que mora na propriedade.

Um dos quartos da pousada em formato de beagle (Foto: Airbnb)

O site diz também que Sullivan e Conklin operam um estúdio de arte e uma loja de presentes logo ao lado, onde vendem pequenos cães de madeira. Além disso, o casal não mora na casa. Já que a pousada não conta com cozinha, o próprio casal se disponibiliza a levar café da manhã aos visitantes e são conhecidos pelos muffins caseiros.

Não há muitas casas ao redor, então o visitante pode aproveitar da privacidade. No entanto, também há atividades para fazer, como um passeio de lancha no Rio Salmon ou aprender sobre a história indígena em Nezperce, Idaho, a apenas 20 minutos de distância. As estatísticas do Airbnb dizem que a casa foi visitada mais de 500 vezes na primeira semana de agosto.

Fonte: AirbnbMentalfloss

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.