Cientistas descobrem maneira de transformar grama em energia renovável

Por Redação | 24 de Julho de 2016 às 08h18

Depois que os impactos dos combustíveis fósseis na natureza foram comprovados, diversos cientistas e pesquisadores em todo o mundo começaram a se empenhar em descobrir novas formas de gerar energia a partir de fontes renováveis. Muitas delas já foram descobertas, como a cana-de-açúcar e o milho. Mas uma nova fonte improvável foi descoberta por meio de um estudo da Universidade de Cardiff, no Reino Unido. Cientistas descobriram que a grama, especificamente a festuca, é capaz de fornecer energia através da geração de hidrogênio.

O estudo revela que a festuca, tolerante à sombra e ao frio, pode gerar hidrogênio a partir do níquel como catalisador. O hidrogênio não é um gás de efeito estufa como o dióxido de carbono, o que o torna uma opção muito viável para energia sustentável. Os cientistas já tinham certeza de que o gás é uma excelente opção de energia, mas ainda não haviam encontrado uma forma barata de extraí-lo. Com o novo estudo, é possível obtê-lo a partir da celulose encontrado na festuca.

A celulose é uma longa cadeia de açúcares presente na parede celular das plantas que as torna resistentes. O processo para obter hidrogênio funciona utilizando a luz solar para ativar o catalisador, o níquel, que converte a celulose e água em hidrogênio. Outros catalisadores, como o paládio e o ouro, foram testados, mas o níquel provou ser a maneira mais eficiente de realizar o processo.

Atualmente, o hidrogênio pode ser utilizado para alimentar muitas coisas, incluindo notebooks, celulares e carros. Por exemplo, já há cerca de 500 veículos movidos a correntes elétricas produzidas a partir do hidrogênio nas ruas dos Estados Unidos. Embora os cientistas ainda estejam em estágio inicial de aproveitamento do hidrogênio a partir da grama, o novo método de obtenção do gás é potencialmente uma forma incrivelmente rápida, barata e ambientalmente amigável de fornecer energia.

Via TechInsider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.