Por que Edward Snowden pedia para visitas colocarem telefones no congelador?

Por Redação | 27 de Junho de 2013 às 07h35

Um jornalista do The New York Times relatou esta semana que, durante uma reunião com seus advogados em Hong Kong, Edward Snowden insistiu que o grupo de profissionais escondesse seus celulares dentro da geladeira da casa onde ele estava hospedado, para bloquear qualquer espionagem. Mas por que raios ele faria isso?

Edward Snowden é o ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança norte-americana (NSA) responsável pela divulgação de documentos secretos que revelaram ao mundo o esquema de espionagem PRISM praticado pelas agências de inteligência dos Estados Unidos. Mas, voltando à geladeira, a resposta para nossa pergunta não tem nada a ver com a temperatura do eletrodoméstico.

Na verdade, não importa sequer se a geladeira estava desligada ou ligada, pois a proteção que Snowden queria vem dos materiais que compõem as paredes do eletrodoméstico. Eles são responsáveis por transformá-la em um dispositivo anti-escutas.

"O que ele quis fazer é bloquear os sinais de rádio que podem ser usados para transmitir dados de voz e bloquear completamente o áudio", explicou Adam Harvey, designer de uma empresa especializada em produtos contra vigilância, ao jornal norte-americano. Geladeiras feitas de metal com uma boa espessura de isolamento poderiam fazer as duas coisas, diz ele, independentemente dela ter gelo ou não do lado de dentro.

Coqueteleira

Em relação à transmissão de dados, as paredes metálicas espessas podem criar uma espécie de barreira eletromagnética, que permite que o dispositivo funcione como algo conhecido como 'Gaiola de Faraday'. Trata-se de um espaço onde as ondas de rádio não podem passar e, consequentemente, os dados não podem ser transmitidos. Nem todos os refrigeradores funcionam dessa maneira, mas aqueles construídos com uma quantidade maior de metal têm o potencial de servir para esse propósito de isolamento.

O especialista em contra-vigilância descobriu ainda por meio de suas pesquisas que uma coqueteleira de aço inoxidável também funciona de maneira semelhante contra a transmissão de dados de celulares. "É uma Gaiola de Faraday perfeita - vai bloquear todos os sinais de rádio, a menos que você decida que precisa tomar um drink", disse ele. Embora tudo isso pareça mais a trama de um filme do James Bond, Harvey diz que comprovou tudo o que diz por meio de longos testes quando precisou criar um bloqueio de vigilância para sua empresa.

Mas vale ressaltar que o bloqueio de transmissão de dados é um problema bem diferente do abafamento de áudio. Neste caso, embora as paredes da geladeira sejam grossas, o isolamento acústico não é necessariamente parte de seu projeto. A dica de Harvey para quem deseja subverter ouvidos indiscretos é esconder o telefone em uma pilha de roupas dentro de um quarto.

Leia também: Edward Snowden deixa Hong Kong e pedirá asilo ao Equador

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.