Vice-presidente do Google bate recorde em salto de 41,4 quilômetros

Por Redação | 27.10.2014 às 16:21

Em outubro de 2012, Felix Baumgartner foi o responsável por quebrar o recorde mundial de paraquedismo consquistado até então ao saltar de uma altura de 39,4 quilômetros, graças ao projeto Red Bull Stratos. O feito foi acompanhado ao vivo pela Internet por milhões de espectadores e foi repercutido no mundo todo como um ato de coragem e ao mesmo tempo de loucura. No entanto, Alan Eustace, vice-presidente sênior do Google, tratou de ir ainda mais longe.

O cientista da computação de 57 anos quebrou o recorde de Baumgartner nesta última sexta-feira (17), ao pular de um balão na estratosfera terrestre a 41,42 quilômetros do chão. Sem grande orçamento, ajuda tecnológica ou divulgação publicitária, Eustace bateu o recorde do austríaco por 2 quilômetros.

Alan subiu em um balão de hélio com velocidade de até 29,2 km/h e utilizou um traje especial com sistema de suporte de vida elaborado, levando cerca de duas horas para chegar à altura planejada. O salto levou cerca de 15 minutos e você pode ver algumas cenas no vídeo abaixo.

Um pequeno explosivo foi utilizado para que o cientista se desprendesse do balão e saltasse rumo à Terra em uma velocidade alucinante que chegou a aproximadamente 1323 km/h. O trabalho do executivo do Google envolvia ainda um anexo de fibra de carbono para que o pára-quedas não enrolasse no momento do salto. Alan abriu o pára-quedas depois de 4 minutos e alguns segundos de voo.

Em entrevista ao The New York Times, Eustace disse que planejava realizar o salto há quase três anos, sem que ninguém soubesse, o que não incluía nenhum patrocinador. Porém, Alan afirmou que depois contou com a ajuda da Paragon Space Development Corporation para desenvolver a roupa de suporte de vida utilizada durante o salto, que permitia que o saltador respirasse oxigênio no momento da subida e da queda.

Inicialmente, o salto foi computado como a 41,43 quilômetros de altura, mas foi posteriormente corrigido pela Federação Mundial de Esportes Aéreos. O recorde do vice-presidente do Google foi reconhecido pela Associação de Paraquedismo dos Estados Unidos.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/44868/44868