Pesquisadores testam a honestidade das pessoas quando o assunto é dinheiro

Por Redação | 25 de Novembro de 2012 às 18h34
Jogar moeda

Pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, e da Universidade de Bonn, na Alemanha, realizaram um estudo que mostrou que as pessoas tendem a se sentir mal quando mentem em casa, mas a coisa muda um pouco de figura quando o assunto é trabalho.

O pessoal do MedicalXpress explica que o teste foi realizado de uma maneira não muito ortodoxa, mas no final das contas faz sentido. Os pesquisadores ligaram para a casa de diversas pessoas aleatórias na Alemanha e pediram para que elas jogassem uma moeda para cima.

Eles teriam que dizer qual dos lados da moeda havia caído voltado para cima, mas com um detalhe, que foi previamente avisado para os participantes: se desse 'cara' elas receberiam 15 euros (algo em torno de R$ 40) ou um vale-pesente, em caso de 'coroa' eles não receberiam nada.

Embora os pesquisadores não pudessem identificar quem estava falando a verdade ou não, o resultado foi que 55,6% das pessoas relataram que a moeda caiu virada para o lado que não oferecia nenhuma recompensa, enquanto apenas 44,4% levaram o "prêmio".

Todos os participantes do teste responderam perguntas sobre seu sexo, idade, pontos de vista sobre desonestidade e religião. Os pesquisadores concluíram que os atributos pessoais não desempenham um papel muito grande no nível geral de honestidade, que nesse caso foi elevado.

Um teste parecido foi aplicado em um laboratório altamente controlado, e o resultado foi que cerca de 75% dos participantes relataram coroa, ou seja, que ganhariam a recompensa. Logo, os estudiosos perceberam que as pessoas são mais honestas quando estão em suas próprias casas.

"Uma teoria é que ser honesto é a própria essência de como queremos nos perceber, e é muito importante para o nosso senso de identidade própria", explica o Dr. Johannes Abeler, do Departamento de Economia da Universidade de Oxford.

E você, passaria no "teste da honestidade"?

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.