NASA começa a entender como Marte perdeu parte da sua atmosfera original

Por Redação | 07.11.2012 às 13:54

Desde que pousou em terreno marciano, em agosto deste ano, a sonda Curiosity tem feito algumas descobertas interessantes sobre o Planeta Vermelho. Na última sexta-feira (02), a NASA divulgou que a missão deu passos significativos em direção à compreensão de como Marte pode ter perdido muito de sua atmosfera original.

O resultado das primeiras análises dos dados coletados pela Curiosity aponta que a atual atmosfera de Marte é 100 vezes mais fina que a da Terra. Aprender o que aconteceu com a atmosfera marciana vai ajudar os cientistas a avaliar uma das maiores dúvidas de todos: se o planeta já foi habitável.

Os cientistas acreditam que, em um passado distante, Marte teve um ambiente bem diferente, com água corrente e uma espessa atmosfera. Um conjunto de instrumentos a bordo da sonda Curiosity tem recolhido e analisado amostras da atmosfera coletada no local onde o veículo está parado para a pesquisa, conhecido como 'Rocknest'.

A Curiosity também tem feito uma busca pelo gás metano, e os resultados preliminares revelam pouco ou nenhum presente na atmosfera de Marte. O metano é tido como um precursor químico simples para a vida. Na Terra, ele pode ser produzido por qualquer processo biológico ou não biológico.