Com apenas 13 anos, garoto comanda sua própria empresa de jogos

Por Redação | 27 de Fevereiro de 2013 às 12h00

Muitas pessoas estão começando a empreender cada dia mais cedo e criando produtos inovadores. É o caso do irlandês Jordan Casey, 13 anos, que com essa idade controla sua própria empresa de desenvolvimento de jogos eletrônicos, a Casey Games. O adolescente possui vários títulos publicados e já se prepara para o lançamento de um novo game, o 'My Little World'. As informações são do VentureBeat.

Jordan, que aprendeu a programar sozinho quando tinha apenas nove anos de idade, conta com o apoio de seus pais que atuam como diretores de sua empresa e se diz muito feliz de poder fazer jogos. "Eu adoro quando vejo as pessoas jogando meus jogos e curtindo a experiência", ressaltou.

O primeiro jogo criado pelo adolescente foi o título 'Alien Ball', baseado em Flash, mas ele era voltado apenas para a sua prática de desenvolvimento e não chegou a ser comercializado. Em fevereiro de 2012, Jordan criou uma versão desse jogo para dispositivos equipados com iOS, intitulado 'Alien Ball vs. Humans', que continua liderando o topo da lista dos aplicativos mais baixados na iTunes App Store da Irlanda.

Seguindo o sucesso do seu primeiro título, Jordan Casey lançou o 'Alien Ball vs. Humans 2', e logo em seguida criou o 'GreenBoy Touch', sobre um garoto que se perde na floresta. Além disso, ele criou o 'Food World', um game multiplayer para crianças que ainda está em beta e agora, o jovem desenvolvedor está trabalhando com o 'My Little World', sobre uma pequena criatura que vive no quintal dos fundos de uma casa e é o único sobrevivente de sua espécie - o projeto deverá ser finalizado em junho.

Jordan Casey

Jordan Casey (Reprodução: VentureBeat)

Louise Casey, mãe de Jordan, afirmou que o filho ainda frequenta a escola e garante que permite que ele trabalhe em seus jogos desde que isso não afete seu desempenho escolar. "No momento, eu acredito que tudo isso é um grande divertimento para ele, mas nós tentamos manter o equilíbrio por causa de sua idade e pelo fato de que ele ainda está na escola", afirmou a mãe. "Mas, geralmente, quando ele termina suas atividades da escola, nós o deixamos ir se divertir com seus jogos".

O jovem desenvolvedor de games participa de eventos, conferências e até dá palestras sobre o sucesso de sua pequena empresa - inclusive no renomado TedX. Jordan também tem um funcionário e parte de seus lucros são destinados à caridade, e ele garante que no futuro terá uma grande companhia de games.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.